Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Associações alertam para os males do alcoolismo

    O alcoolismo é uma doença que atinge 20 milhões de pessoas no Brasil - Márcio Melo

    Em alusão à semana dedicada contra o alcoolismo, associações reforçam o alerta sobre a importância de diagnosticar e tratar a doença, considerada até o momento sem cura. De acordo o Alcoólicos Anônimos do Brasil (AABR), a doença é progressiva e desmoraliza o ser humano antes de levar à morte. O alcoolismo atinge 13% da população e estima-se que 20 milhões pessoas sofrem desse mal no Brasil.

    Especialista ressaltam que, independentemente da quantidade de bebida alcoólica ingerida, é necessário sempre estar atento ao comportamento das pessoas, para que se possa avaliar a necessidade de se iniciar os devidos cuidados. O uso e o abuso constante de bebidas alcoólicas e a falta de controle pode se tornar um caso de doença. O assunto é o principal problema de saúde pública atualmente.

    Para um dos coordenadores da Associação dos Alcoólicos Anônimos (AA), de um bairro da Zona Oeste, identificado apenas como “Silva”, por medida de segurança, o alcoolismo é uma doença física, mental, emocional e espiritual, dividida em várias fases.

    “Para nós do AA, o alcoólatra é aquele indivíduo que quando bebe causa problema para si, para família e para sociedade. Não importa a quantidade de bebida e nem a periodicidade. Pode ser uma caixa, um copo, um gole. Tem pessoas que bebem uma vez no ano, mas demostram comportamento inadequado. O alcoolismo não é um vício, é uma doença que precisa ser tratada rigorosamente”, destacou o coordenador do AA.

    O especialista em saúde mental Eduardo Rocha comenta que que durante o processo de desintoxicação o paciente entra em contato com diversas alterações no âmbito físico e mental, como, por exemplo, fraqueza muscular, perda, aumento de apetite, alterações do sono e do humor.

    A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) possui o Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) e destina-se ao atendimento de adultos, maiores de 18 anos, de ambos os sexos. O serviço funciona 24 horas.

    Gerson Freitas
    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus