Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Presença de grupo paquistanês gera alvoroço em Iranduba

    Grupo de paquistaneses chega a Iranduba para procurar pequena comunidade muçulmana no município - Divulgação

    Nesta quinta-feira (20), internautas nas redes sociais no Amazonas ficaram polvorosas por conta de um grupo de paquistaneses que desembarcou em Iranduba (distante a 27 km de Manaus), supostamente, nesta manhã.  As roupas chamaram a atenção da população do município e  as pessoas começaram a postar as fotos mostrando que eles estavam se instalando na cidade.

    Moradores chegaram a questionar o porquê da presença do grupo na cidade. Outros compartilharam as imagens em grupos do WhatsApp e fizeram brincadeiras com o "fato inusitado". A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito da cidade, Francisco Silva, o "Chico Doido", mas não obteve respostas.

    De acordo com o empresário, Mahmoud Mouas, que faz parte da diretoria do Centro Islâmico do Amazonas, as pessoas em Iranduba não precisam se preocupar, pois os paquistaneses fazem parte de um grupo de divulgação religiosa - que está visitando comunidades muçulmanas em várias cidades brasileiras. "São pessoas pacíficas, que apenas estão fazendo trabalho de divulgação da fé e não pensam em se instalar em Iranduba", disse. Ele ressalta que até o fim desta semana, eles voltam a viajar para outras cidades.

    Questionado sobre a reação da população local, Mahmoud explicou que é uma reação natural,  até certo ponto, porque as pessoas não têm costume de ver pessoalmente muçulmanos caracterizadas com suas roupas tipicas.

    "Mesmo no mundo globalizado, as pessoas ainda estranham as culturas que são diferentes das delas", conclui.

    Bruna Chagas

    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus