Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Comandante da FDN é metralhado em Fortaleza

    'Pepe' foi morto com mais de 30 tiros de fuzil, no momento que saía de um flat- fotos: Divulgação

    Vainer de Matos Magalhães, 30, conhecido como ‘Pepe’, um dos comandantes da facção criminosa Família do Norte (FDN) e que foi preso em 2013, em Manaus, após fazer várias cirurgias plásticas, foi morto com mais de 30 tiros, na manhã desta quinta-feira (20), dentro de um carro, modelo Hilux. O caso ocorreu na Praia do Futuro, em Fortaleza, após o traficante amazonense sair com três pessoas, entre elas a companheira e a sogra, de um flat.

    De acordo com informações, Vainer foi surpreendido por quatro pessoas em um veículo, modelo Corsa Seda, de cor bege, placa não identificada, que efetuaram vários disparos na direção de seu carro. ‘Pepe’ foi atingido com mais de 30 disparos e morreu na hora. A sogra dele também foi atingida e encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas devido à gravidade dos ferimentos, ela foi levada para o Instituto Doutor José Frota (IJF). Ainda não se sabe se a esposa foi baleada.

    No local do crime foram apreendidas cápsulas de armamento equivalente a um fuzil, que é capaz de atingir carros blindados. Segundo informações da Policia Civil do Ceará, ‘Pepe’ estava há três dias em Fortaleza. Os suspeitos fugiram sem serem identificados.

    O crime será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Fortaleza.

    Ficha criminal

    Vainer foi preso em Manaus no dia 19 de junho de 2013, durante uma festa em uma chácara, localizada na rua Xapuri, loteamento Parque Riachuelo, bairro Tarumã, Zona Oeste. No momento da prisão, ele tentou fugir pulando o muro da chácara, quando caiu de sua cintura um revólver calibre 38, com cinco munições intactas, e mais uma quantia de R$ 54 mil em espécie.

    No dia seguinte, a juíza plantonista Eulinete Melo Silva Tribuzi assinou um alvará de soltura. Entretanto, após a interferência informal do presidente do Tribunal da Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), Ari Moutinho, a juíza revogou o alvará.

    O carro que ele estava, uma Hilux, ficou com varias marcas de tiros

    Mais no dia 18 de agosto, a desembargadora Encarnação Sampaio Salgado concedeu um Habes Corpus e ‘Pepe’ ganhou liberdade. Porém, no dia 17 de dezembro do mesmo ano, ele foi novamente preso, durante uma força tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

    Na época, a Policia Civil informou que Vainer tinha a função de ‘gerente do tráfico’ do alto escalão da facção FDN e está no mesmo nível hierárquico que o presidiário, Alan Souza Castimário, o ‘Nanico’, considerado de alta periculosidade pela Justiça e que cumpre prisão em presídio federal.

    Na ocasião de sua prisão, Vainer tinha acabado de passar por procedimentos de cirurgia plástica de rinoplastia, preenchimento de colágeno nos lábios e ginoplastia (diminuição de mamas no homem), o que o fez ganhar o apelido de ‘traficante vaidoso’.

    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus