Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Homens são espancados pela população durante assalto na Cidade Nova

    Um dos homens ficou desacordado - Divulgação

    Dois homens foram espancados e por pouco não foram linchados, na noite desta quinta-feira (1°), na avenida Rouxinol, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. Segundo testemunhas, eles estavam em uma motocicleta e fugiam após realizarem arrastões na região.

    Um policial militar e professor de jiu-jtsu, de 45 anos, informou ao EM TEMPO que os criminosos estavam em uma motocicleta, modelo Honda CG 150.

    "Eles assaltaram a banca de kikão de uma senhora, no Conjunto Renato Souza Pinto. Na ocasião, ela foi agredida por eles. Levaram toda a renda e fugiram pela avenida Rua G. Quando chegou no sinal da rua G com a rua Bentivi, já no conjunto Ribeiro Júnior, um deles caiu da moto e a população conseguiu pegar", contou o PM.

    Ainda de acordo com o PM, o outro infrator continuou em fuga. "Ele pegou a moto e entrou na Bentivi, acessou um beco e varou na rua Curió, por trás do campo de futebol, onde dezenas de policiais e lutadores de jiu-jtsu participavam de um jogo em homenagem ao PM Paulo Portilho, encontrado morto na última terça-feira (30)", informou.

    Um lutador de jiu-jtsu, de 39 anos, informou que, ao perceber os gritos de "pega ladrão", ele e as demais pessoas no lugar correram atrás do suspeito - que fugia na motocicleta.

    "Quando ele passou por trás do campo, a moto quebrou e ele ficou a pé. Na hora ele tentou trocar de camisa, para evitar ser reconhecido, mas todos  nós já estávamos muito próximo e conseguimos imobilizá-lo", narrou.

    Os dois suspeitos foram espancados por cidadaos e só não foram vítimas de linchamento porque os PMs da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) chegaram no local e controlaram a situação.

    Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para atender os dois homens, mas eles se recusaram a receber atendimento médico. O caso foi encaminhado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), central de flagrantes da região.

    Isac Sharlon
    EM TEMPO