Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Homem mata própria mulher em frente a filha e fere outras 8 pessoas na Zona Norte

    Janaína concluía um curso de técnico em enfermagem e deixa uma filha de 4 anos | Reprodução/Facebook

    Andreson da Costa Silva, de 38 anos, foi preso na noite deste domingo (18) após matar a esposa, Janaine Bueno Soares, 25, a golpes de terçados em frente a filha e a mãe da vítima. O suspeito ainda feriu pelo menos outras oito pessoas. O crime aconteceu na casa do casal, na rua 5 do conjunto Monte Sinal, bairro Cidade Nova, Zona Norte.

    De acordo com parentes da vítima, Janaine foi morta por ciúmes.

    "Os dois estavam em um aniversário de família. Lá o Andreson ficou com ciúmes da Janaine com o próprio primo, mas os dois estavam apenas conversando. Eles voltaram pra casa e tiveram a discussão", contou uma tia da vítima que preferiu não ter o nome divulgado.

    Ainda de acordo com os familiares da vítima, Andreson já planejava o crime, pois Janaine pretendia terminar o relacionamento.

    De acordo com parentes da vítima, o suspeito havia dito que o terçado novo serviria para "cortar a cabeça de uma" | Wal Lima

    "No sábado ele comprou um  terçado e disse que era para cortar uma árvore. Ele ainda chegou a fazer um comentário com um vizinhos, 'vai servir pra cortar a cabeça de uma'. Ele já tinha a intenção de fazer isso, porque a Janaine comentava com a família que não queria mais manter o relacionamento", contou uma prima que também preferiu não ter o nome divulgado.

    Após matar a mulher, Andreson foi agredido por vizinhos e amigos da vítima, que invadiram a casa do casal. O homem ainda conseguiu ferir outras 8 pessoas, entre elas a mãe de Janaine. Ao tentar fugir das pauladas e terçadadas ele foi atropelado por um carro.

    Outros veículos de comunicação chegar a noticiar a morte do suspeito, mas, uma das primas da vítima, a cabeleireira Gleice Gonçalves, disse que Adreson se fingiu de morto para não ser linchado. "O carro passou duas vezes por cima dele, quebraram uma inchada na cabeça dele, mas ele não morreu, ele chegou a se fingir de morto para não ser mais espancado", declarou.

    Janaine concluía o curso de técnico em enfermagem e já estagiava no Hospital João Lúcio. O casal estava junto há mais de 2 anos e a vítima deixa uma filha de 4 anos, de outro relacionamento.

     

    Daniel Landazuri
    EM TEMPO