Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Em novo vídeo, Mr. Catra pede solturas de líderes de organização criminosa de Manaus

    Mr Catra é envolvido com polêmica em Manaus

    Um novo vídeo de um show, realizado pelo cantor Mr. Catra, em Manaus, na última sexta-feira (16), mostra o artista anunciando os nomes de integrantes da facção criminosa Família do Norte (FBN) pedindo a liberdade de nomes de traficantes presos ligados à organização. “Mano L7”, “Coquinho”, “Ronny Castro” e “ZL” são algumas referências citadas.

    No final, Catra ainda exalta o grupo, dizendo que “se é família, é família”, sendo completado pelos presentes, que respondem “do Norte”. É possível ver Catra lendo um papel com os nomes, dando a entender que foi pedido a ele que fizesse as referências. A gravação também mostra o autor, ou alguém que está próximo a ele, comemorando a citação.

    Este é o segundo vídeo envolvendo o cantor em suposto envolvimento com os integrantes da facção criminosa. Em outro, que viralizou nos últimos dias, o cantor aparece supostamente no camarim, onde recita versos exaltando a FDN e sugerindo que mulheres se envolvam com os traficantes do grupo.

    A assessoria do cantor respondeu que os vídeos são comuns em camarins antes e depois dos shows, muitas vezes atendendo a pedidos de fãs, mas que Mr. Catra não sabia a quem estava se referindo ao citar os nomes de Ronny, Coquinho e L7, nem que FDN seria uma referência à criminalidade.

    Em abril de 2016, o cantor esteve em Manaus e chegou a visitar o campo do CDC da Compensa, onde apareceu em uma foto com Luciano Barbosa, filho do presidiário José Roberto Fernandes, o “Zé Roberto da Compensa”, líder da facção.

    Raphael Sampaio
    EM TEMPO