Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Traficante manda executar presidiário 'traíra' que passou a vender drogas para outro

    O presidiário conhecia os dois assassinos, que chamaram por ele antes da execução - Divulgação

    Um presidiário, que não teve o nome revelado, foi morto com vários tiros no fim da tarde desta sexta-feira (28), após atender o chamado de dois homens - que foram até a sua casa. O caso ocorreu na Vila da Paixão, no bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus. Moradores alegam que ouviram pelo menos 20 tiros.

    De acordo com o tenente Bastos da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), as pessoas tiveram receio de comentar o caso e a família da vítima também preferiu permanecer calada. Entretanto, a polícia apurou que o homem era presidiário e passou a cumprir pena em prisão domiciliar há pouco tempo.

    Leia também: Ex-candidato a vereador, ‘Pastor Lasmar’ é preso por matar ex-companheira

    "Segundo informações, ele estava em casa quando dois homens chegaram no local e o chamaram pelo nome. Eles eram conhecidos da vítima. A vítima saiu da casa e foi caminhando em direção aos assassinos, que tiraram as armas e atiraram várias vezes", relatou uma testemunha - que preferiu não ter o nome revelado.

    Algumas pessoas que estavam no beco saíram correndo do local para também não serem baleadas. O presidiário foi atingido com pelo menos oito disparos. Ele morreu na hora.

    A reportagem recebeu a informação de que o presidiário estava devendo um traficante da área e estava proibido de sair de casa por tentou vender entorpecentes na área para um criminoso rival. A atitude foi considerada como traição e o traficante teria ordenado a execução da vítima, que ficou conhecida no bairro como "traíra". A família não quis comentar o caso.

    O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia de Homicídios investigará o caso.

    EM TEMPO

    Leia Mais

    Vazamento e quebra de sigilo: parecer do MP causa racha entre judiciário e Polícia Civil

    PF apreende 370 kg de drogas em Manacapuru avaliados em R$ 3 milhões

    Usuários reclamam do desconforto em paradas de ônibus de Manaus

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus