Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Mulher é suspeita de matar marido na Zona Leste de Manaus

    Existem duas versões para o crime. A polícia investiga o caso - Daniel Landazuri

    Uma mulher identificada como "Ângela Priscila", de 19 anos, é suspeita de assassinar com dois tiros na cabeça, o companheiro Rodrigo Pereira da Silva, de 22 anos, por volta das 20h30 desta terça-feira (8), na rua Turquesa,  comunidade Nova Conquista, Zona Leste de Manaus.

    Segundo testemunhas, Rogério estacionou o carro modelo Palio, de cor azul, em frente da casa onde morava e entrou armado na residência, iniciando uma briga com  "Ângela Priscila".  Em meio à discussão, a mulher conseguiu desarmar e atirar em Rogério, que não resistiu e morreu no local. A suspeita fugiu pela rua Castanho, levando a arma do crime.

    Leia também: Autônomo é morto a facadas e duas mulheres são suspeitas de cometer crime

    De acordo com moradores da comunidade, o casal morava na casa da avó da suspeita e viviam em um relacionamento conturbado. "Ela tinha um filho que não era dele. Só viviam brigando e ele batia nela, inclusive na segunda-feira, ela estava com o olho roxo. Ontem ouvimos uma discussão feia e muitos gritos. Houve um momento que ele gritou: 'Se tu não me matar, eu te mato', depois ouvimos os tiros", contou uma vizinha.

    A versão repassada pela família da suspeita aos policiais militares, foi que, dois homens em uma motocicleta, haviam invadido o local e atirado contra Rogério. A vítima era ex-presidiário e tinha passagens por furto, roubo e tráfico de drogas e o crime teria sido motivado por acertos de contas.

    A família da vítima sustenta a acusação contra Ângela Priscila.  De acordo com uma parente, que preferiu não se identificar, o casal brigava por causa dos ciúmes de Ângela. "Ela era muito ciumenta. Recentemente ficou sabendo que ele estava conversando com uma outra mulher e provavelmente discutiram por esse motivo. Agora a família dela quer defender, contando outra versão. O Rogério estava respondendo pelos crimes e não estava fazendo mais nada de errado. Ela que o matou e vai ter que pagar", disse a uma familiar da vítima.

    "Ângela Priscila", continua desaparecida. Na manhã de hoje ninguém foi encontrado na casa onde ocorreu o crime. O caso foi registrado no 14º DIP e segue em investigação.

    Daniel Landazuri
    EM TEMPO

    Leia mais

    O que acontece quando dois suspeitos pretendem assaltar o mesmo ônibus? Descubra!

    Mulher suspeita de abastecer tráfico no Monte Pascoal é presa com 5 kg de drogas

    Mulher é suspeita de prostituir filha de 14 anos em troca de drogas