Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Quadrilha presa em Manaus utilizava-se de funcionários das empresas para obter informações

    | Autor: Gláucia Chair
    Delegado Adriano Félix explicou a prisão da quadrilha

    Uma quadrilha com envolvimento de sete pessoas, acusadas de praticar vários assaltos em Manaus, com valores que somam mais de meio milhão, foi presa na tarde de segunda-feira (11) e apresentada à imprensa na manhã desta terça-feira.

    De acordo com o delegado Adriano Felix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), os envolvidos são acusados de roubos a uma agência bancária e a uma joalheria, além de tentativa de roubo a uma casa lotérica localizada no bairro Centro, zona Sul da cidade.

    A quadrilha presa acusada de roubar mais de meio milhão em joalheria e agência bancária da capital, segundo a polícia, convencia funcionários a prestar informações privilegiadas dos locais roubados. Sete pessoas do grupo, com idade entre 19 e 43 anos, foram presas, na tarde de segunda-feira (11), em uma tentativa frustrada, pela polícia, de roubar cerca de R$ 300 mil de uma lotérica do centro de Manaus.

    Presos

    O bando, identificado como Viviane de Souza Maia, de 19 anos, Jefferson Oliveira Costa, 24; Rosana Paula Costa da Silva, 25; Fabio Barauna de Moraes, 26; o taxista Jucelino de Andrade Pereira, 32; Gerson Rodrigues Moriz, 39, e Jefferson Arley da Silva Varjão, 43, foram presos pelas equipes da Derfd em flagrante por roubo majorado tentado e associação criminosa.

    Fábio, Jefferson Arley, Jefferson Oliveira, Jucelino e Rosana foram presos na Avenida Constantino Nery, bairro Presidente Vargas, zona Sul.

    Viviane foi presa nas dependências da casa lotérica onde iria ocorrer o delito e Gerson foi preso na Avenida Floriano Peixoto, bairro Centro, zona Sul da capital.

    Roubo à casa lotérica: 

    Conforme o delegado, o bando foi preso quando se deslocava para roubar uma casa lotérica situada nas dependências de um edifício localizado na Avenida Marechal Deodoro, bairro Centro, zona Sul.

    De acordo com Felix, Jefferson Oliveira, Jefferson Arley, Fábio e Rosana iriam entrar na casa lotérica, cometer o roubo e para empreenderem fuga iriam contar com o apoio do taxista Jucelino e de Gerson.

    Funcionária da Lotérica

    Na ocasião, o bando recebeu informações privilegiadas de Viviane, funcionária da loteria. Eles pretendiam subtrair R$ 300 mil do estabelecimento.

    "Ela tinha repassado informações a eles que havia uma quantia de R$300 mil, o malote que seria levado pelo carro forte às 16h", disse o delegado Adriano Félix.


    Durante a coletiva, Viviane de Souza confessou participação no crime. Ela disse que Fábio prometeu que a recompensaria em dinheiro, caso ela repassasse informações à quadrilha.


    Investigações:

    Adriano Felix ressaltou que as investigações em torno do bando tiveram início em agosto deste ano, após os infratores cometerem um roubo no dia 11 daquele mês, a uma agência bancária situada no bairro Distrito Industrial, zona Sul. Naquela ocasião eles subtraíram cerca de R$ 48 mil em espécie do local.

    Em outra situação, eles invadiram uma joalheria localizada no bairro Centro, de onde foi levado, aproximadamente, um quilo de joias.

    Durante a ação policial foram encontradas em posse dos infratores três armas de fogo calibre 38. Com Gerson foi apreendido um veículo Fiat, modelo Strada, de cor prata e placas PHM-7608. Um automóvel modelo Grand Siena, de cor branca e placas PHI-8049, que estava sendo conduzido por Jucelino, também foi apreendido.

    O bando foi autuado em flagrante por tentativa de roubo majorado e associação criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis os infratores serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul.

    EM TEMPO, com informações da assessoria.

    Leia mais:

    Irma passa para depressão tropical em seu avanço pelo sudeste dos EUA

    Dia das Crianças deve abrir vagas temporárias de emprego no comércio de Manaus

    Temporal causa falta de energia, destelhamentos e muito transtorno em Manaus