Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Merendeira é morta à pauladas em Cacau Pirêra, vítima de latrocínio

    ‘Minha mãe não merecia essa crueldade’ disse filha da idosa  – Divulgação

    A merendeira de uma escola municipal do Distrito Cacau Pirêra, pertencente a cidade de Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus, identificada como Lázara da Trindade Costa, de 67 anos, foi encontrada morta nesta terça-feira (10), na Rodovia Manoel Urbano, km 2,  por volta de 5h40 da madrugada. A família suspeita de latrocínio.

    O dinheiro que ela portava, para pagar a faculdade, além do celular, foram roubados. Segundo o cabo Rodrigues, que participou da operação, a idosa foi encontrada de bruços. Segundo ele, pode ter sido morta à pauladas.

    Em entrevista ao portal EM TEMPO, a filha da vítima, Liliana da Trindade Costa contou que Lázara trabalhava como merendeira. Ela acredita que a mãe deve ter sido assassinada, na saída da escola, na noite anterior.

    Leia tambémVereadora denuncia ‘armadilha’ de agentes da SMTU contra Uber

    "Minha mãe foi morta por covardia. O Cacau Pirêra não tem segurança, está entregue nas mãos da bandidagem. O Estado inteiro está assim. Deveria haver viaturas nas portas das escolas. Quero ver agora quem vai restituir a vida da minha mãe", disse à reportagem.

    De acordo com Cristiana Pereira, amiga da vítima, há dez anos o irmão de Lázara, que tinha problemas mentais, também foi morto à pauladas, no bairro Presidente Vargas, centro de Manaus.

    Redes Sociais

    “ Hoje a Família Trindade recebeu uma triste notícia da morte da irmã da minha mãe, tia Lazara Trindade descanse em Paz”, escreveu uma sobrinha da vítima, em uma rede social.

    Outra postagem também lamentou a morte da merendeira: “O inimigo covardemente pegou um dos meus...Minha mãe não merecia essa crueldade”.

    O corpo da merendeira  foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde será realizado exame de necropsia para saber se houve agressão física.

    EM TEMPO

    Leia mais: 

    Mãe tem casa invadida e sofre estupro em frente do filho na Zona Oeste de Manaus

    Operação prende cúpula da FDN em sítio luxuoso na Zona Rural de Manaus

    Bares e boates podem ser obrigados a orientarem mulheres sobre riscos de violência

    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus