Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Seu filho está online? Quais os limites para acesso de crianças às mídias digitais?

    Além dos brinquedos convencionais,as crianças estão antenadas com celulares, canais de videos, aplicativos e interatividade virtual- Arquivo Pessoal

    Provavelmente você já se deparou com uma criança que não saber ler, mas que  manuseia algum aparelho de mídia digital com facilidade. O fato é que a tecnologia está sendo aprimorada para as crianças. Surgem brinquedos digitais interativos e a internet, tablets e celulares, estão ao toque deles.

    Os pequenos dedos ágeis possuem gostos exigentes na hora de escolherer conteúdos. Com a galerinha mais conectada, o Dia das Crianças tornou-se uma aventura para os pais, que tiveram que se adaptar a exigências vindas por meio de celulares, canais de videos, aplicativos e brinquedos super modernos

    Leia também:Prefeitura leva ações de lazer para mais de 300 crianças na Zona Sul

    A It Girl Duda e a mãe Dani Pacheco em uma das fotos da rede social - Arquivo Pessoal

    Criança com seguidores?

    E quando você é uma criança com seguidores? Como conciliar com as atividades escolares? Em Manaus, a It girl Duda, de 5 anos, que tem mais de 15 mil seguidores no Instagran, administrado pela própria mãe Dani Pacheco, exibe uma página com fotos super produzidas de festas, roupas e várias atividades infantis.

    A mãe conta que apesar de ainda não saber escrever, Duda adora o mundo virtual. "Ela tem o próprio IPad, então, ela segue celebridades infantis, baixa os próprios jogos e gosta de opinar sobre o que é postado, ela tem opinião até sobre o que quer calçar".

    Dani, deixa claro que a filha é como qualquer outra criança que tem seus dias e horários para as brincadeiras e que o acompanhamento é diário, principalmente em eventos.

    Aos 5 anos a preferência de Ronaldo é por jogos do Mario Bros- Arquivo Pessoal

    Ronaldo Santos, de 5 anos, assim como Duda, está em fase de aprendizagem. Mesmo sabendo apenas escrever o nome, ele apresenta facilidade na hora de baixar os jogos e assistir aos vídeos. A mãe, Regeane Chaves que é professora, conta que, com 2 anos,  ele começou a manusear o celular, aos  3 anos já escolhia vídeos e jogos, e ela percebeu que a tecnologia ajudou no desenvolvimento.

    " Percebi que com os aplicativos, vídeos e desenhos certos a capacidade de raciocínio e vocabulário ajudam no desenvolvimento da criança, o Ronaldo fala palavras bem difíceis para a idade dele, como: inventário, suspeito ou frases como, não tive escolha, tinha que fazer isso". 


    Regeane, assim como a Dani, também estipula dias e horários para a brincadeiras. Seu filho, além dos brinquedos modernos, possui tablet, vídeo game e celular.

    Cleonice Souza  pedagoga, explica que não há como impedir a criança a este meio, a forma é inserir jogos ou ate mesmo programas educativos que ajudam no estímulo e aprendizado .  Os pais são os principais mediadores no que diz  respeito ao tempo e ao conteúdo. "Faz  necessário os pais, professores e até mesmo profissionais terem certos cuidados para não ser prejudicial no excesso de uso, os responsáveis precisam acompanhar o que elas assistem, jogam ou até mesmo curtindo e visitando certas páginas".

    Cleonice recomenda que os pais deem limites ao tempo de uso, procure jogos educativos que estimulem a parte de cognição  e mental, mas que não deixem que se torne um vício e sim sempre um aliado.

    Pesquisa Segundo a pesquisa TIC KIDS, realizado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (GGI.br) divulgada em novembro de 2016, 80% da população brasileira entre 9 e 17 anos utiliza a internet. Entre esses, o percentual dos que se conectam mais de uma vez por dia, subiu de 21%, no estudo referente a 2014, para 66% no atual, com dados coletados em 2015.Os maiores percentuais de uso entre os 9 e 17 anos de idade são registrados no Sul (90%) e no Sudeste (88%). No Norte, o índice cai para 56% e, no Nordeste, para 71%. No Centro-Oeste, o percentual é de 85%.



    Tainá Benevides EM TEMPO





    Mais lidas

    1. Entenda como são feitas as buscas por vítimas de afogamento no Amazonas

    2. Procuradores repudiam ataques de defensor público no AM e divulgam nota

    3. Saiba como funciona a tarifa de esgoto em Manaus

    4. Aprovados no concurso do TJAM pedem nomeação e marcam protesto

    5. Evento internacional sobre reprodução de peixes será realizado em Manaus