Fonte: OpenWeather

    Certame


    Concurso TJ AM: Edital para todos os níveis deve ficar para 2019

    Oportunidades devem ser abertas ainda este ano para cargos de todos os níveis de escolaridade

    De acordo com o órgão, no momento está sendo realizado um estudo de cargos no Tribunal, o que deve fazer com que o edital seja divulgado apenas em 2019 | Foto: Divulgação
    De acordo com o órgão, no momento está sendo realizado um estudo de cargos no Tribunal, o que deve fazer com que o edital seja divulgado apenas em 2019
    De acordo com o órgão, no momento está sendo realizado um estudo de cargos no Tribunal, o que deve fazer com que o edital seja divulgado apenas em 2019 | Foto: Divulgação

    Manaus - O Tribunal de Justiça do Estado de Amazonas já se prepara para abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ AM). De acordo com o órgão, no momento está sendo realizado um estudo de cargos no Tribunal, o que deve fazer com que o edital seja divulgado apenas em 2019, já que não haverá tempo suficiente para finalizar a escolha da empresa organizadora e elaborar o documento do concurso ainda este ano.

    Após definir os cargos e vagas do concurso, o órgão deverá começar a elaborar o projeto básico, documento com as principais informações do certame. A escolha da banca organizadora poderá ser feita através de dispensa de licitação ou pregão.

    O novo presidente do órgão, Yedo Simões, confirmou o certame durante solenidade realizada no dia 04 de julho no Teatro Amazonas, no Centro de Manaus. Na ocasião, ele ainda esperava o concurso para 2018. “Temos a pretensão de divulgar o edital do concurso ainda neste ano. Iniciamos o trabalho prévio, que envolve o estudo de demanda de profissionais; a realização de atos administrativos preparatórios; um estudo de possíveis impactos financeiros e, inclusive, e da necessidade de eventuais ajustes na legislação que trata da lotação e provimento de cargos no âmbito do Tribunal, medida esta que terá de ser submetida à apreciação da Assembleia Legislativa do Estado”, disse Yedo.

    A Portaria nº 1499/2018, que institui a comissão encarregada dos atos preparatórios do concurso, indica que o estudo de demanda deve indicar “o número de cargos vagos, de nível médio e superior, para provimento por concurso público para a capital; de nível fundamental e de nível médio para provimento por concurso público para as comarcas do interior; a disponibilidade orçamentária para a realização do certame; o apontamento das atribuições de cada cargo a fim de que seja elaborado o projeto básico do certame, dentre outras providências”.

    “Uma das primeiras medidas adotas pela comissão será o levantamento das principais resoluções e leis que normatizam o provimento de cargos no Tribunal de Justiça. A partir da junção dessas informações vamos ter a noção exata do número de vagas que deverão ser criadas para o certame. Mas o importante é ressaltar que serão vagas para todo o Estado com cadastro de reserva. Estaremos a partir desta primeira reunião, com uma agenda de encontros semanais para dar andamento às medidas administrativas que visam à realização do concurso, sob a orientação do desembargador Yedo Simões, que preside a comissão”, afirmou Messias Andrade, coordenador administrativo da Comissão.

    O grupo de trabalho é composto pelo desembargador Yedo Simões (juiz coordenador), Alexandre Henrique Novaes de Araújo (juiz auxiliar da Presidência do TJAM), Messias Augusto Lima Belchior Andrade (coordenador administrativo/Secretário Geral Administrativo do TJAM), Cintya Kazuko (servidor), Mauro Saraiva (servidor), Eduardo Martins (servidor), Wiulla Garcia (servidor), Hernan Batalha (servidor) e Camila Leite (servidor).

    O Concurso TJ AM 2018

    A expectativa é que o edital seja divulgados em cargos de níveis fundamental, médio e superior, assim como aconteceu no último certame, realizado em 2013. “A ideia é essa, substituir os servidores que não são efetivos pelos servidores efetivos concursados. Nós já estamos trabalhando para, em alguns dias, lançar o edital do concurso publico”, afirmou o presidente.

    Segundo as últimas tabelas de lotação de pessoal, disponível no site do Tribunal de Justiça, o órgão conta atualmente com 249 servidores sem vínculo apenas com cargo em comissão.

    A expectativa é que o edital de concurso seja divulgado para cargos de Analista Judiciário I, Analista Judiciário II, Assistente Judiciário e Auxiliar Judiciário, assim como ocorreu no último concurso, divulgado em 2012.

    O edital de concurso TJ/AM está previsto para ser divulgado ainda este ano. “Temos a pretensão de divulgar o edital do concurso ainda neste ano. Iniciamos o trabalho prévio, que envolve o estudo de demanda de profissionais; a realização de atos administrativos preparatórios; um estudo de possíveis impactos financeiros e, inclusive, e da necessidade de eventuais ajustes na legislação que trata da lotação e provimento de cargos no âmbito do Tribunal, medida esta que terá de ser submetida à apreciação da Assembleia Legislativa do Estado”, afirmou o presidente do órgão.

    Orçamento – No dia em que tomou posse, ao falar de sua meta de realização do concurso público, o desembargador Yedo frisou que “consultará o Poder Executivo quanto à possibilidade de alterações na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), objetivando um incremento orçamentário para a promoção do certame e a posterior nomeação dos aprovados”, disse o desembargador Yedo Simões.

    Último Concurso TJ AM

    O último edital de concurso para o órgão foi divulgado em 2013. Na ocasião, foram liberadas 300 vagas em cargos de ensino fundamental, médio e superior. O documento de abertura contou com oportunidades para  Analista Judiciário I, Analista Judiciário II, Assistente Judiciário e Auxiliar Judiciário. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) teve a responsabilidade do certame.

    Leia mais:

    Vídeo: TJ promove a 13º Semana Nacional de Conciliação no Amazonas

    TJ-AM cria projeto para empregar jovens que cometeram infrações

    OAB/AM abre inscrições para vaga de desembargador do Tjam