Finanças


Dicas de como organizar a vida financeira e começar 2021 diferente

Professor da Faculdade Santa Teresa Diego Ferreira afirma que nunca é tarde para começar a planejar a vida financeira

Dica é listar todas as despesas, desde as fixas como aluguel, água, luz, alimentação, escola, transporte até os gastos eventuais como uma ida ao cinema
Dica é listar todas as despesas, desde as fixas como aluguel, água, luz, alimentação, escola, transporte até os gastos eventuais como uma ida ao cinema | Foto: Reprodução

Manaus- O ano de 2020 definitivamente não tem sido fácil para milhões de pessoas. A pandemia do coronavírus afetou a rotina e impactou gravemente a vida financeira da famílias. Faltando pouco mais de três meses para o fim do ano, é hora de começar a planejar os próximos passos e assim poder vislumbrar um 2021 mais organizado em termos financeiros.

O professor do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Teresa e gerente financeiro da Fametro, Diego Ferreira , diz que nunca é tarde para começar a planejar a vida financeira. “2020 foi um ano de muitos desafios. Muitas pessoas perderam o emprego, quem já tinha dívidas não conseguiu cumprir os compromissos, entre outras situações. Por isso, o momento atual exige bom senso e organização”, disse.

Segundo o professor, a primeira orientação é planejar. A dica é listar todas as despesas, desde as fixas como aluguel, água, luz, alimentação, escola, transporte até os gastos eventuais como uma ida ao cinema. “Com tudo no papel, é possível visualizar onde estão os maiores gastos e principalmente saber se está indo além do que a renda mensal permite”, pontuou.

O próximo passo é se fazer duas perguntas “Consigo reduzir os gastos?”, “Consigo aumentar a minha renda”?. A recomendação é avaliar a fundo onde é possível diminuir as despesas, seja economizando energia ou trocando o serviço de tv a cabo pelos streaming que tem um custo mais baixo. Se a família vai ao cinema quatro vezes ao mês, é possível diminuir para uma. “Tudo é uma questão de prioridade”, destacou.

Outra dica é negociar as dívidas. “Avalie com o banco quais vantagens são oferecidas para quitar os débitos. As taxas de juros estão um pouco mais baixas nesse período, o que pode ser interessante para muitas pessoas pegarem um empréstimo com poucos juros e pagar uma dívida com cartão de crédito, por exemplo”.

De acordo Diego Ferreira, outro ponto é tentar aumentar a renda, realizando algum serviço ou atividade extra. “O filho que pode oferecer o serviço de passeio com pets no condomínio, por exemplo. Estamos chegando ao final do ano, uma alternativa pode ser confeccionar enfeites natalinos ou preparar cestas para presente. O cultivo de plantas para revender também é uma alternativa”, listou.

Conforme o professor, no planejamento devem ser incluídas metas como viajar, trocar de carro, reformar a casa. Nesse momento, deve-se estabelecer quanto dinheiro será preciso para alcançar esses objetivos e quanto recurso deve ser economizado. No planejamento também deve ser estipulado um valor para ser guardado, como uma reserva para algum momento de necessidade. “Ter uma reserva vai evitar que em um momento difícil, como esse pandemia, por exemplo, as pessoas tenham que recorrer aos bancos”.

Por último, o professor orienta as pessoas a continuarem atualizando seus planejamentos durante o ano, checando suas conquistas, pois isso ajuda a manter o foco.

Leia mais:

Up no currículo: Google lança mentorias gratuitas focadas em carreira

No AM, pacotes de viagens ficam até 30% mais baratos na pandemia

Traição virtual assombra casais na quarentena em Manaus