Fonte: OpenWeather

    Reajuste


    Aumento do Bolsa Família ainda está em estudo, diz ministro

    A proposta entregue ao presidente Michel Temer era dar aumento acima da inflação para famílias que tiverem os filhos em segundo turno escolar ou em programas de capacitação técnica.

    O reajuste para repor a inflação de 2017, de 2,95% teria custo de R$ 1 bilhão
    O reajuste para repor a inflação de 2017, de 2,95% teria custo de R$ 1 bilhão | Foto: Divulgação

    Brasília - O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, disse que o reajuste do Bolsa Família ainda está em estudo pelo governo. Segundo ele, é preciso avaliar se haverá espaço fiscal para esse aumento neste ano. Um reajuste para repor a inflação de 2017, de 2,95%, teria custo de R$ 1 bilhão.

    Às vésperas de deixar o governo, o então ministro do Desenvolvimento Social,Osmar Terra, defendeu uma política diferenciada para o reajuste do Bolsa Família.

    A proposta entregue ao presidente Michel Temer era dar aumento acima da inflação para famílias que tiverem os filhos em segundo turno escolar ou em programas de capacitação técnica.

    O custo seria maior - de R$ 2,5 bilhões a R$ 3 bilhões. O governo ainda não tomou uma decisão sobre o assunto.