Auxílio emergencial


Vídeo: Governo Federal desmente boatos sobre 'auxílio cidadão'

Mensagens divulgando cadastramento no benefício são falsas

Assista à reportagem | Autor: Larisse Neves/ TV EM TEMPO

O auxílio emergencial ainda não foi aprovado pelo Congresso
O auxílio emergencial ainda não foi aprovado pelo Congresso | Foto: TV Em Tempo

Brasília - A notícia sobre a existência de cadastramento para que pessoas recebam o "auxílio cidadão" é falsa. O Governo Federal divulgou nota de esclarecimento, na terça-feira (24), alertando as pessoas que tenham recebido mensagem informando sobre uma ajuda mensal de R$ 200 para trabalhadores autônomos e pessoas de baixa renda para combater a pandemia da Covid-19, o novo coronavírus.

A única informação correta é que está no material divulgado nos canais oficiais que se referem à criação de um auxílio emergencial no valor R$ 200, por pessoa, durante três meses, para apoiar trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEI) que integrem família de baixa renda.

Esse auxílio emergencial não poderá ser acumulado com benefícios previdenciários, benefício de prestação continuada (BPC), bolsa família ou seguro-desemprego. O projeto de lei ainda depende de aprovação pelo congresso nacional.

Quando aprovada, a medida vai beneficiar de 15 a 20 milhões de brasileiros e injetar até R$ 5 bilhões por mês na economia, custeados com recursos da união.

Portanto, a notícia que circula em grupos de WhatsApp e em postagens de outras redes sociais sobre cadastramento para receber auxílio cidadão, é falsa.

Confira a reportagem da TV Em Tempo:

Assista à reportagem | Autor: Larisse Neves/ TV EM TEMPO
 

Texto WEB: Marhia Edhuarda Bessa