Fonte: OpenWeather

    Produtor Rural


    É produtor rural? Saiba medidas do Governo em apoio à categoria no AM

    Está preocupado com dívidas na Afeam? Governo estendeu o prazo para pagamento em até 180 dias. Além disso, facilitará a concessão de crédito

    Wilson Lima destacou medidas de apoio aos produtores rurais do Amazonas | Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

    Manaus- O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, nesta quarta-feira (1º), durante coletiva on-line, medidas de apoio para o setor primário - visando reduzir impactos relacionados à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O objetivo dessa proposta é amenizar os prejuízos, renegociar dívidas e também facilitar o acesso a novos recursos e créditos.

    “Dentre as medidas, que estamos anunciando nesse pacote para o setor primário, está a renegociação de dívidas dos produtores rurais, àqueles que têm dívidas na Afeam com prorrogação do prazo para 180 dias”, disse Wilson Lima em live transmitida pelas redes sociais do Governo do Amazonas.

    A renegociação junto à Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) inclui redução das taxas de juros e rebate no caso de adimplência para operações de crédito rural," disse Wilson Lima.

    O governador também destacou, durante a coletiva, que assinou a prorrogação da suspensão das aulas até o final do mês de abril por da pandemia de coronavírus no Amazonas.

    Medidas

    "O agro não parou com todos os cuidados que o Ministério da Saúde exige, mas é uma atividade essencial, de primeira necessidade. Portanto, os produtores estavam aguardando realmente essas medidas. Muitos estavam preocupados com o vencimento da sua parcela de crédito rural. A Afeam prorrogou por 180 dias a dívida daquele agricultor e produtor que tinha parcelas a vencer," enfatizou Petrucio Magalhães, secretário de Estado da Produção Rural (Sepror).

    O Governo do Estado está disponibilizando, por meio do Fundo de Micro e Pequenas Empresas, R$ 25 milhões para algumas linhas de crédito, com aplicação mínima de 60% para o interior do Estado. O valor será destinado aos produtores rurais, pecuaristas, feirantes da ADS e cooperativas.

    Merenda escolar 

    O Governo do Estado também vai adquirir 50% da produção das feiras de produtos regionais, que não estão funcionando por conta da necessidade de isolamento social imposto pela pandemia do Covid-19. A suspensão das aulas em escolas públicas da rede estadual de ensino foi prorrogada até o final do mês de abril. 

    Os alimentos também serão doados para instituições da área social da capital e do interior. "Essa doação vai ser feita, por meio das secretarias de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e de Assistência Social (Seas), juntamente com o Fundo de Promoção Social, para entidades que já estão cadastradas nessas secretarias e que trabalham com ação social”, explicou o governador.

    Wilson Lima anunciou a compra de 70 toneladas da piscicultura para a doação durante o período católico da Semana Santa. “A doação desse pescado será feita através das instituições cadastradas na Seas, Sejusc e também no Fundo de Promoção Social. 

    Produtores rurais assistidos pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), incluindo agricultores familiares em áreas consolidadas e com agricultura de baixo impacto, serão dispensados do licenciamento do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) no acesso ao crédito da Afeam para obter mecanização, calcário e sementes.

    Já os agricultores familiares que tenham concessões de direito real de uso da Concessão Real de Direito de Uso (CDRU), coletivas para comunidades rurais e agrovilas, terão crédito facilitado.