Fonte: OpenWeather

    Economia


    Consumidor brasileiro retoma confiança na economia, em setembro

    vendas_eletrodomesticos
    Aumento detectado pela FGV deve-se à melhora da confiança em relação aos próximos meses, mas a percepção em relação ao momento atual piorou - foto: arquivo EM TEMPO

    O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), aumentou 0,7% entre agosto e setembro deste ano. O indicador voltou a subir depois de uma queda de 4,3% em agosto.

    Segundo a FGV, o aumento em setembro deve-se à melhora da confiança dos consumidores em relação aos próximos meses, medida pelo Subíndice de Expectativas, que cresceu 2,1% entre agosto e setembro deste ano.

    Os consumidores esperam melhora da situação futura da economia. A parcela daqueles que projetam melhora avançou de 21,1% para 23,7%, enquanto os que preveem piora recuaram de 30,3% para 28,2%.

    Por outro lado, a percepção dos consumidores em relação ao momento presente, medida pelo Subíndice da Situação Atual, piorou 2,2% e atingiu o menor patamar desde maio de 2009.

    O desempenho foi puxado principalmente pela menor confiança em relação ao momento atual da economia. A proporção dos que avaliam a situação como boa diminuiu de 12,5% para 11,8%, enquanto aqueles que a julgam ruim aumentaram de 47,1% para 49%.

    Por Agência Brasil (ABr)