Fonte: OpenWeather

    Economia


    Eletrobras Amazonas Energia faz intercâmbio tecnológico com empresa do Japão

    Eletrobras
    Diretoria da concessionária estatal recebeu, nesta sexta, em sua sede, comitiva de executivos da empresa Tokyo Eletric Power Company – foto: divulgação/Eletrobras

    A Eletrobras Amazonas Energia recebeu, na manhã desta sexta-feira (26), na sede da empresa, uma comitiva da empresa de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica “Tokyo Eletric Power Company”, representada pelos executivos Keiichi Fujitani e Kazuhiro Yoshimura.

    O objetivo do encontro com a presidência e diretoria da concessionária de distribuição, foi discutir e sugerir novas tecnologias na rede elétrica do Amazonas.

    O Japão possui dez empresas de geração, transmissão, distribuição e venda de energia diferentes, a Tokyo Eletric Power atende 10% do território do país, onde se concentra 35% da população japonesa e 32% do total da nação.

    A Eletrobras Amazonas Energia é a segunda empresa do setor elétrico brasileiro a ser visitada pelos executivos. Outras empresas do setor, como a COPEL, CEMIG e ELEKTRO, ainda serão visitadas pela comitiva.

    A concessionária brasileira apresentou vários projetos tecnológicos para os executivos, como o Projeto Smart Grid, projeto piloto executado em Parintins.

    Essa iniciativa permitiu ao município contar com rede de distribuição totalmente automatizada no atendimento de 3.500 clientes, proporcionando o controle do consumo de forma mais econômica.

    Outro projeto foi a implantação das 12 miniusinas fotovoltaicas (energia solar) que atendem os municípios de Barcelos, Novo Airão, Autazes, Maués, Eirunepé e Beruri, onde o sistema é pré-pago, mesmo sistema de recarga de celular.

    Troca de experiências

    Ao todo 24 projetos tecnológicos foram apresentados pela empresa japonesa, quatro deles são pesquisas que possivelmente podem ser executadas com o Amazonas.

    Segundo a Eletrobras Amazonas Energia, a troca de experiências proporcionou a certeza de que a concessionária está no caminho certo da tecnologia de ponta como o Smart Grid.

    No Japão, 2000 clientes são atendidos com essa tecnologia, em Parintins são atendidos 3.500 clientes.

    Outro ponto importante é que apenas 10% da rede de distribuição atendidos pela empresa japonesa é subterrânea, devido aos altíssimos custos de sua implantação.

    Ligações clandestinas

    A visita pode render frutos para o setor elétrico no Amazonas, onde outras tecnologias de transmissão e distribuição irão trazer mais desenvolvimento,  subestações com tecnologia de ponta e rede de transmissão e distribuição inteligente.

    No Japão não existem perdas comercias (ligações clandestinas), já no Amazonas esse problema ainda é grave, e representa o total de 38%.

    Após a visita da Tokyo Eletric Power ao Brasil, serão gerados relatórios sobre a troca de tecnologia entre o Brasil e Japão, os documentos serão entregues a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Ministério de Minas e Energia (MME), para que sejam verificadas as tecnologias aplicáveis em ambos países.

    Com informações da assessoria