Fonte: OpenWeather

    Economia


    Ministro do Turismo apoia ideia de construir parque temático amazônico em Manaus

    Oreni Braga, da Amazonastur, apresentou proposta do parque temático ao ministro Henrique Eduardo Alves, na semana passada – foto: Keynes Breves/Amazonastur
    Oreni Braga, da Amazonastur, apresentou proposta do parque temático ao ministro Henrique Eduardo Alves, na semana passada – foto: Keynes Breves/Amazonastur

    A proposta de construir um parque temático sobre a Amazônia, em Manaus, recebeu o apoio do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

    A ideia do espaço, que visa aproveitar a tecnologia produzida na Zona Franca de Manaus (ZFM) para reforçar a biodiversidade da floresta e a cultura regional, foi apresentada a ele pela presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Oreni Braga, em Brasília, na semana passada.

    A proposta visa construir um aquário gigante com espécies aquáticas da região, ambientes que retratam a vida na floresta, a casa de farinha e a da borracha, e a reprodução de 66 etnias indígenas da região também fazem parte do projeto.

    A proposta está em fase de captação, recursos e parceiros para a definição do projeto e de valores para a execução das obras.

    Na reunião, Oreni Braga discutiu com o ministro Henrique Alves a segunda etapa das obras do Centro de Convenções de Manaus, projetado para ser o maior da Região Norte, com capacidade para receber eventos de até 15 mil participantes.

    Na primeira etapa foram investidos R$ 35 milhões e, na segunda, serão mais R$ 40 milhões. A obra faz parte do PAC da Copa.

    Mercado internacional

    Também em Brasília, a presidente da Amazonastur debateu com o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vicente Neto, novas parcerias para a construção de um plano de ação para fortalecer a divulgação da Região Norte no mercado internacional.

    “O Amazonas e os demais Estados da Região Norte apresentam suas peculiaridades com sua rica diversidade cultural e, especialmente, na gastronomia. A culinária é, sem dúvida, um atrativo turístico que deverá ser destacado no plano”, afirmou o presidente da Embratur, Vicente Neto.

    Oreni Braga destacou que a natureza às margens da capital amazonense atrai um número cada vez maior de estrangeiros ao Estado.

    “A maior floresta tropical do planeta é o principal atrativo dos estrangeiros. Mais de 70% vêm em busca de Ecoturismo e Aventura e da culinária amazônica”, disse a presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas.

    Com informações da assessoria