Fonte: OpenWeather

    Economia


    Horizonte é positivo para retomada da produção de sondas

     foto: Wilson Dias/ABr
    foto: Wilson Dias/ABr

    O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, se reuniu nesta segunda-feira (20) com representantes do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, da Petrobras e de estaleiros contratados pela Sete Brasil para produzir sondas de perfuração de petróleo. O ministro afirmou que “o horizonte é positivo” para a retomada da produção.

    A empresa Sete Brasil é uma das investigadas na Operação Lava Jato. O ex-gerente de Tecnologia da Petrobras e também ex-diretor da Sete Brasil, Pedro Barusco, que fez acordo de delação premiada, disse que a empresa pagou propina a diretores da Petrobras nos contratos de construção de 28 sondas de perfuração.

    Com o início das investigações da Polícia Federal, a Sete Brasil teve dificuldades de caixa e deixou de pagar os estaleiros. Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, em maio, o presidente da empresa, Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, disse que a Sete Brasil não fazia os pagamentos desde novembro.

    O ministro Eduardo Braga informou que o objetivo do governo, além de retomada da produção, é manter os postos de trabalho no setor. “O trabalho que está sendo feito com relação a esses estaleiros é justamente para que a gente possa manter os trabalhadores na indústria de óleo e gás, e também nas indústrias de estaleiros”, declarou.

    Apesar disso, ele ressaltou que a retomada da produção não deve igualar o nível de encomendas anterior. “Com tudo que foi publicado, e com o novo preço do petróleo, houve redimensionamento. Mas não são apenas as encomendas da Sete Brasil. [São] as encomendas da indústria do petróleo”, salientou.

    Por Agência Brasil

    Mais lidas

    1. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    2. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    3. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE

    4. Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

    5. Comércio chega ao sétimo mês de crescimento e espera alta de até 5% no fim do ano