Fonte: OpenWeather

    Economia


    Dólar sobe mais de 2% após nova manobra por impeachment

    O dólar sobe mais de 2% nesta terça-feira (13) e a Bolsa cai após nove sessões seguidas de alta com o aumento do risco de impeachment da presidente Dilma Rousseff, após a oposição articular com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a ampliação das justificativas para um dos pedidos de impedimento da petista.

    Dados ruins de balança comercial da China também preocupam os investidores, com a avaliação de que a desaceleração do gigante asiático pode arrastar as já fragilizadas economias emergentes, entre elas a brasileira.

    Às 11h17, o dólar à vista, referência no mercado financeiro, registrava alta de 2,23%, para R$ 3,840, após fechar na sexta-feira (9) no menor nível em um mês. No mesmo horário, o dólar comercial, usado em transações no comércio exterior, subia 2,28%, para R$ 3,845. Na máxima, ambos atingiram R$ 3,85.

    Às 11h17, o Ibovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, tinha queda de 2,54%, para 48.083 pontos.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Pesca esportiva movimenta R$ 70 milhões no Amazonas

    2. Você conhece o coworking? Compartilhamento de espaços para empresas está em alta

    3. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    4. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    5. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE