Fonte: OpenWeather

    Economia


    Após sucesso, feirantes da Eduardo Ribeiro querem mudança definitiva para o entorno das galerias populares

    Mais de 300 famílias trabalham na feirinha, que há15 anos funciona na avenida Eduardo Ribeiro - foto: divulgação
    Mais de 300 famílias trabalham na feirinha, que há 15 anos funciona na avenida Eduardo Ribeiro - foto: divulgação

    A Galeria Espírito Santo recebeu, neste domingo (6), no seu entorno, a segunda edição da feirinha da Eduardo Ribeiro, com barracas instaladas nas ruas Joaquim Sarmento, Saldanha Marinho e Henrique Martins – estas, entre a avenida Eduardo Ribeiro e rua Lobo D'Almada.

    Os visitantes já aprovaram a mudança. "Eu estou adorando a feirinha. Aqui nesse espaço parece que as ruas são mais aconchegantes, fica mais acolhedor, tem mais sombra. Vim na edição passada e resolvi voltar hoje, trazendo toda a família. Está todo mundo se divertindo e comprando", declarou, entusiasmada, a professora de história, Amélia Ribeiro.

    Mais de 300 famílias trabalham na feirinha, que há 15 anos funciona na avenida Eduardo Ribeiro. A mudança de local é em função das obras de revitalização na principal via do centro da cidade. "A mudança está mais que aprovada. Vamos finalizar o ano ainda na Eduardo Ribeiro e a partir de janeiro passamos, em definitivo, para o entorno da Galeria Espírito Santo", declarou o presidente da Associação dos Feirantes da Eduardo Ribeiro, Wigson Martins.

    Os lojistas da Galeria Espírito Santo, comemoram. "A feira atrai o público e o público entra e faz compras. Muito bom o movimento", assegurou o integrante da Comissão Gestora do centro de compras, comerciante José Assis.

    E o sucesso da realização da feira no novo local já rende frutos. "Nós fomos procurados pelo presidente da Associação, para acertar o funcionamento da feirinha também nos feriados. Então, na terça-feira, dia 8, teremos a feira novamente e, ainda este ano, ela volta nos dias 24 e 31 de dezembro, podem agendar", afirmou o subsecretário municipal do Centro Histórico, Glauco Francesco.

    Galeria dos Remédios
    Os lojistas da galeria da rua Miranda Leão também foram para a rua. Em sua quarta edição, a feira de rua da Galeria dos Remédios também se transformou em mais uma ação da Prefeitura de Manaus para consolidar o espaço como centro de compras. Aproveitando a movimentação do comércio em função das festas de fim de ano, a ideia é atrair cada vez mais o público, fomentar as vendas e fortalecer o nome da galeria popular.

    Com informações da assessoria