Fonte: OpenWeather

    Economia


    Preço da ceia de Natal subiu 16,12% nos últimos 12 meses, diz FGV

    Mesmo na crise, os centros comerciais não economizam em decoração – foto: divulgação
    Mesmo na crise, os centros comerciais não economizam em decoração – foto: divulgação

    O preço dos produtos que tradicionalmente aparecem nas ceias de Natal das famílias brasileiras acumulou alta de 16,12% nos últimos 12 meses. A variação é superior à inflação do período, que ficou em 10,48% pelo IPCA.

    O levantamento foi realizado pelo Ibre-FGV (Instituto Brasileiro de Economia) da Fundação Getúlio Vargas e divulgado nesta sexta-feira (11).

    Segundo o estudo, o produto que apresentou o maior aumento de preços foi a cebola, que ficou 60,87% mais cara no período. Depois aparecem a batata inglesa, com preços 54,61% maiores, e o bacalhau, com aumento de 43,28%. Nenhum dos 17 itens observados registrou queda nos preços.

    Por outro lado, o aumento médio dos preços de presentes ficou em 3,63%, abaixo da inflação do período. O custo dos telefones celulares, por exemplo, está 3,75% mais baixo.

    Por Folhapress