Fonte: OpenWeather

    Economia


    Sefaz inicia testes para integração à RedeSim, que moderniza a concessão da inscrição estadual

    Os testes são para integração à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim) - Foto: Divulgação
    Os testes são para integração à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios RedeSim - Foto: Divulgação

    Visando a simplificação e maior celeridade ao processo de concessão de Inscrição Estadual aos contribuintes, a Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM), por intermédio do seu Departamento de Informações Econômico-Fiscais (Deinf), já iniciou os testes para integração à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim).

    A RedeSim é um sistema integrado que permite a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas em todo o País, simplificando procedimentos e reduzindo a burocracia ao mínimo necessário.

    Esse sistema fará a integração de todos os processos dos órgãos e entidades responsáveis pelo registro, inscrição, alteração e baixa das empresas, por meio de uma única entrada de dados e de documentos, acessada via internet.

    Desde às 12h desta quarta-feira, (16), até às 18h desta quinta-feira, (17), as empresas estabelecidas no Estado do Amazonas que desejam solicitar a Inscrição Estadual não incentivada, podem efetuar o pedido acessando o site www.empresasuperfacil.am.gov.br sem que haja a necessidade de apresentação da documentação exigida atualmente. Basta clicar no botão disponível no Portal após a aprovação do registro pela Junta Comercial (Jucea-AM).

    Como funciona?

    A RedeSim é administrada por um Comitê Gestor, composto por órgãos e entidades do governo federal, estadual e municipal, responsáveis pelo processo de registro e legalização dos empresários, sociedades empresárias e sociedades simples.

    O Comitê está desenhado e estruturado para agilizar as ações de implantação da Redesim, articulando as competências dos órgãos e entidades integrantes da Rede e buscando, em conjunto, compatibilizar, integrar e harmonizar as regras e procedimentos do Registro Mercantil, de modo a evitar duplicidade de exigências e garantir a linearidade do processo.

    Com Informações da assessoria.

    Mais lidas

    1. Pesca esportiva movimenta R$ 70 milhões no Amazonas

    2. Você conhece o coworking? Compartilhamento de espaços para empresas está em alta

    3. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    4. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    5. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE