Fonte: OpenWeather

    Economia


    Petrobras vende refinaria no Japão por US$ 129,3 milhões

    refinaria-petrobras-japao-divulg
    A operação faz parte do plano de desinvestimentos da Petrobras, que tem como meta arrecadar US$ 15,1 bilhões até o final de 2016 - foto: divulgação

    A Petrobras informou nesta segunda (17) que concluiu negociações com a japonesa Taiyo OIl Company para a venda de 100% da refinaria de Okinawa, no Japão. A estatal receberá US$ 129,3 milhões.

    A refinaria foi adquirida pela Petrobras em 2008, por US$ 71 milhões, com o argumento de que poderia agregar valor ao petróleo exportado para a Ásia.

    Em 2015, porém, a companhia declarou não ter mais interesse no ativo. No balanço de 2014, traz baixa de R$ 343 milhões no valor da refinaria.

    Localizada na ilha de Okinawa, a unidade tem capacidade para processar 100 mil barris por dia de petróleo e tem 36 tanques de armazenagem de combustíveis.

    Em nota, a Petrobras disse que a venda foi negociada em processo competitivo. "O preço foi avaliado por três instituições financeiras", disse a companhia.

    A operação faz parte do plano de desinvestimentos da Petrobras, que tem como meta arrecadar US$ 15,1 bilhões até o final de 2016.

    Até agora, a companhia vendeu US$ 9,8 bilhões, incluindo operações na Argentina e no Chile, a malha de gasodutos do Sudeste, participações em distribuidoras de gás e o campo de Carcará, no pré-sal.

    Com a refinaria de Okinawa, o valor se aproxima de US$ 10 bilhões. A companhia ainda negocia campos de petróleo na Bacia de Campos, a distribuidora de gás de botijão Liquigás e a BR Distribuidora.

    Em setembro, o novo plano de negócios da estatal trouxe uma meta adicional de US$ 19,5 bilhões em vendas de ativos para o período entre 2017 e 2018.

    Nicola Pamplona
    Folhapress