Fonte: OpenWeather

    Economia


    Artigos natalinos estão mais baratos em Manaus; cliente encontra produtos com até 35% desconto

    O movimento no comércio deve aumentar nos próximos dias - foto Márcio Melo
    O movimento no comércio deve aumentar nos próximos dias - foto Márcio Melo

    A queda na cotação do dólar - registrada antes da semana passada, quando a moeda norte-americana voltou a se valorizar -, derrubou o preço de vários artigos natalinos, em Manaus. Nas lojas da cidade, as árvores de Natal estão quase 35% mais baratas, neste ano, em relação a 2015. A redução também pode ser verificada nos acessórios natalinos.

    Felipe Sanchez, que é gerente da loja Tropical Multiloja da rua Guilherme Moreira, no Centro, afirma que há bastante procura, neste ano, por produtos típicos do Natal. O empresário acredita que as pessoas pouparam dinheiro durante o ano para gastar neste período.

    “Desde o início do mês de novembro, o movimento cresce graças a fatores como o 13º salário e outros que aquecem o comércio. Também há pessoas que tiveram seu primeiro apartamento e vêm comprar toda a decoração”, avalia.

    Para atrair os clientes, a Tropical Multiloja adotou algumas estratégias, como oferecer produtos com preços mais acessíveis, além de aproveitar o preço do dólar, que estava, no ano passado, em R$ 4 e, neste ano, custa em torno de R$ 3,35. Por conta desta queda, Felipe conta que a nova linha de árvores de 2,40 metros de altura, que em 2015 custava acima de R$ 600, neste ano, está quase 35% mais barata, e custa na loja R$ 399. Segundo ele, o estoque do produto já esgotou nas lojas da rede.

    Já o preço dos pisca-piscas incandescentes varia entre R$ 7,90 e R$ 12,90, dependendo da função. Por sua vez, o pisca de LED em corrente, custa R$ 22, e o cascata varia de R$ 39,90 a R$ 49,90. “As pessoas, mesmo com receio de comprar, sempre trocam, pois tem gente que doa as árvores antigas e compra novas”, conta Sanchez.

    O gerente da importadora Façanha, Lorival Generoso, afirma que o estabelecimento, como estratégia, adotou os mesmos preços praticados no ano passado para os produtos natalinos. Alguns itens tiveram redução de 10% no seu valor. “O produto com maior saída tem sido o pisca de LED, que varia de preços entre R$ 10 a R$ 20, dependendo do tamanho e modelo”, conta.

    Gastos

    A pedagoga Tereza Mar, 54, comprou neste ano R$ 300 em complementos de natal com artigos de porcelana. “Achei o preço melhor um pouco, mas ainda vou comprar mais uns R$ 200 em outra loja só para complementar. Minha nora comprou mais de R$ 2 mil”, diz.
    Comparando com o ano passado, a pedagoga informou ainda que comprou menos neste ano porque já tinha boa parte da decoração.

    A autônoma Clarice Oliveira, 56, veio comprando artigos natalinos no decorrer do ano. “Já recebi o 13º e vou comprar mais para completar as decorações que já tenho”, revela.

    A doméstica Elza dos Santos, 73, conta que não tem intenção de gastar, neste ano, com artigos de Natal. “A minha decoração já está montada, porque aproveitei árvore e pisca que tinham em casa”, diz.

    Joandres Xavier
    Jornal EM TEMPO