Fonte: OpenWeather

    Economia


    Comércio local foi o único que cresceu em dezembro

    Dezembro é considerado o melhor mês para as vendas no comércio do AM - Márcio Melo

    O Amazonas foi o único Estado brasileiro onde o comércio varejista terminou dezembro do ano passado em alta, se comparado com o mês anterior, com crescimento de 0,1%. O dado consta na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), que foi divulgada ontem (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Em comparação com outras unidades da Federação, com esse índice de 0,1%, o comércio do Amazonas teve o maior resultado e foi o único Estado a fechar com desempenho positivo. O índice nacional em dezembro de 2016 teve queda de 2,1% na mesma comparação. A pesquisa do IBGE apontou também que, no acumulado do ano, o Amazonas finalizou com queda de -10,6%.

    O índice de 0,1%, porém, foi contestado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus). Segundo dados da entidade, o crescimento do comércio local em dezembro de 2016 foi de 4%, quando comparado com o mesmo período de 2015.

    O presidente da CDL-Manaus, Ralph Assayag, explicou que não existe como fazer cálculo ou comparação de novembro para dezembro, porque o mês de dezembro em relação a qualquer outro mês do ano, é superior, pelo menos 40%. Nesse caso não se pode comparar dezembro com novembro, ou qualquer outro mês do ano, apenas com próprio mês de dezembro. “Dezembro tem 13º salários e um mundo de fatores que nos outros meses não tem. A maior venda do comércio todo no ano é em dezembro. Tem que fazer comparação de dezembro com dezembro, essa comparação não existe”, enfatizou Assayag.

    Ele afirmou ainda que é “impossível” prever algum crescimento para o decorrer deste ano, tendo em vista que variáveis que podem acontecer, como greves, alterações políticas e paralisações diversas, afetam o resultado. “Queremos estancar as demissões e o fechamento de lojas nesse primeiro trimestre e, se nenhum ‘furacão’ chegar, no segundo semestre, podemos prever algum
    crescimento”, finalizou.

    Contrariando ainda mais o resultado da CDL-Manaus, o IBGE registrou uma variação mensal negativa de 3,8% entre dezembro de 2015 com dezembro de 2016.

    Já no acumulado do ano de 2016 o Amazonas teve um volume de venda -10,6% menor do que em 2015, deixando a região abaixo da média nacional, que foi -6,2%.

    Lojistas

    O diretor de Operações da Tropical Multiloja, Erick bandeira de Melo, afirmou que, apesar de um ano difícil para as vendas, a empresa fechou o último trimestre de 2016 com um crescimento de pelo menos 5% em relação ao mesmo período de 2015.

    O empresário estima que o primeiro trimestre de 2017 será melhor do que 2016. “Esperamos que esse ritmo melhor do começo de 2017 renda bons resultados para o primeiro trimestre”, disse.

    Joandres Xavier
    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    2. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    3. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE

    4. Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

    5. Comércio chega ao sétimo mês de crescimento e espera alta de até 5% no fim do ano