Fonte: OpenWeather

    Economia


    FGTS deve aquecer as vendas do comércio local

    Movimento no comércio foi “fraco” na Segunda-Feira Gorda - Márcio Melo

    O comércio varejista de Manaus foi atrapalhado pela chuva ontem (27) durante a a Segunda-Feira Gorda de Carnaval, que veio imprensada entre o domingo e o feriado de hoje (28). Mesmo assim, os lojistas estão com boas expectativas de aquecimento das vendas com a liberação do dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a partir do dia 10 de março.

    De acordo com os comerciantes, a população não compareceu “em peso” ao Centro nesta segunda-feira (27), mas o movimento foi suficiente para vender um pouco. A gerente da loja de roupas Ryma, Regina Leite, disse que a segunda-feira não teve o movimento esperado no período da manhã, mas acreditava que pela tarde, até o fim do dia, o movimento iria melhorar para fechar bem o mês de fevereiro, que em seu retrospecto também foi fraco de vendas.

    “Quando tenho venda não sento, pois fico o tempo inteiro em pé. Em anos anteriores, feriados e domingos, a gente torcia para chegar logo, porque o fluxo de vendas disparava, agora não existe mais”, disse.

    O gerente da loja de sapatos Leny, Edilson Veiga, também lamentou que a chuva tenha deixado o movimento fraco, derrubando as vendas. A loja se preparou para receber um grande público devido à liberação para o feriado, mas os fatores climáticos resultaram num fluxo ameno. “Na quarta-feira (amanhã) vai dar mais pessoas porque os bancos vão abrir a partir do meio-dia, o que traz mais pessoas ao Centro para comprar. Até o fim do dia de hoje não deve ter aquecimento, porque choveu e o manauara dificilmente sai de casa quando chove”, brincou.

    FGTS

    A gerente Regina Leite lamentou que a época do Carnaval foi resumida em frustração por conta do volume alto de chuvas nos últimos dias, mas a esperança já foi renovada e agora o foco está na liberação das contas inativas do FGTS. “Agora esperamos ansiosamente que o governo federal libere mesmo esse dinheiro do FGTS dos trabalhadores e o comércio dê uma aquecida para alancar as vendas”, finalizou.

    IBGE

    Ainda em fevereiro, um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que o varejo amazonense foi o único da federação que terminou o mês de dezembro em alta, se comparado com o mês anterior, com um crescimento de 0,1%. O período do Natal contribuiu para o número e agora a próxima ajuda vem da liberação das contas inativas do FGTS prevista para o próximo mês de março.

    Joandres Xavier
    EM TEMPO