Fonte: OpenWeather

    Economia


    Petrobras derruba liminar que impedia licitação para o pré-sal

    A Petrobras já havia informado ao mercado que via dificuldades em conseguir contratar a plataforma de Libra no Brasil - Divulgação

    A Petrobras derrubou liminar que suspendia a licitação para a plataforma de produção de petróleo da área de Libra, no pré-sal. O processo estava paralisado desde janeiro, a pedido do Sindicato das Empresas de Construção Naval e Offshore (Sinaval).

    Representante dos estaleiros nacionais, o Sinaval questionou o modelo de contratação da Petrobras, alegando que não respeita a exigência de compras de equipamentos no Brasil.

    A entidade tentou também suspender o leilão da plataforma de Sépia, outra área do pré-sal, mas o pedido foi negado na última sexta-feira (17) pela juíza Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara da Justiça Federal em Brasília.

    Em 2016, a Petrobras já havia informado ao mercado que via dificuldades em conseguir contratar a plataforma de Libra no Brasil, seguindo as exigências mínimas de conteúdo local.

    No contrato de Libra -que foi a primeira área do pré-sal licitada sob o modelo de partilha da produção, em 2013- o conteúdo local mínimo é de 55%.

    Em setembro, a empresa pediu à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) perdão das multas que devem ser cobradas caso a exigência seja descumprida -processo conhecido como "waiver".

    O pedido ainda está em análise pela agência e será tema de uma audiência pública.

    A estatal alegou na época que chegou a cancelar a primeira licitação da unidade porque os preços vieram 40% acima do esperado. Por isso, lançou uma nova concorrência reduzindo o conteúdo nacional do projeto.

    A liminar contra a nova licitação foi suspensa pelo desembargador Néviton Guedes, da 5ª turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região.

    Nicola Pamplona
    Folhapress

    Mais lidas

    1. Pesca esportiva movimenta R$ 70 milhões no Amazonas

    2. Você conhece o coworking? Compartilhamento de espaços para empresas está em alta

    3. Feira 'Tudo Para Casa' exibirá rochas ornamentais

    4. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    5. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil