Fonte: OpenWeather

    Economia


    Cruzeiros deixam R$ 70 milhões no Amazonas

                Mais de 24 mil turistas vieram em 20 navios, com gasto individual médio de US$ 300 - Divulgação 

    O Amazonas ganhou uma injeção de R$ 70 milhões na Temporada de Cruzeiros Marítimos 2016/2017. Mais de 24 mil turistas vieram em 20 navios, com gasto individual médio de US$ 300. Os Estados Unidos lideram a procedência com quase 60%, seguidos pela Inglaterra, Austrália e Canadá. Os dados são da pesquisa socioeconômica da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur).

    O governo do Estado conseguiu, por meio de um trabalho integrado com os órgãos de segurança e parceria com a Prefeitura de Manaus, tornar o Amazonas um destino turístico atraente e seguro, de acordo com a presidente da Amazonastur, Oreni Braga. “É um trabalho articulado, monitorado em parceria com a Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi), vinculada à Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP). A parceria com a prefeitura, por meio da ManausCult, Manaustrans e Secretaria de Limpeza (Semulsp), entre outros, contribuiu para o sucesso do evento”, afirma Oreni.

    Idosos, ricos e instruídos é o perfil, dos turistas que vêm ao Amazonas. Eles têm faixa etária media de 67 anos, grau de instrução superior e renda mensal acima de US$ 12 mil. Cada turista gasta aproximadamente US$ 300 por dia. As mulheres são maioria, o que indica que o Amazonas é um destino turístico aprazível e seguro, segundo a pesquisa da Amazonastur.

                             Governo conseguiu tornar o Amazonas um destino turístico atraente e seguro

    Na avaliação dos turistas, a segurança pública obteve mais de 90% de aprovação. Aproximadamente, 400 agentes de segurança de diversos órgãos, como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e também da Marinha participam da operação, segundo o secretário executivo da Seagi, coronel Dan Câmara.

    Os mapas turísticos de Manaus também foram bem avaliados com mais de 80% de satisfação. “Investimos na qualificação profissional para melhoria de nosso material promocional. Os mapas são muito importantes para orientar os turistas. As melhorias serão contínuas, com recuperação do Centro e praça da Matriz. A requalificação da área central vai significar mais diversão e lazer para os turistas na cidade”, conclui o diretor de turismo da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), João Araújo.