Fonte: OpenWeather

    Economia


    Mais de 55 mil produtores foram beneficiados pela ADS

    Todas as ações da ADS visam comercializar a produção rural - Divulgação

    A Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural (Sepror), registrou, neste ano, mais de 55 mil produtores rurais beneficiados pela agência em diversos programas, entre eles o Programa dos Mobiliários Escolares (Promove) e o Programa da Merenda Escolar (Preme). Só no Preme e no Promove, foram 30 mil produtores alcançados, ultrapassando a meta que era de 27 mil beneficiados.

    Neste mês, a ADS iniciou a revisão do plano para aumentar as metas para 2018, uma vez que neste ano, a meta foi superada para os dois programas e outros da instituição. Anualmente, são realizados os ajustes e revisões no plano plurianual, de acordo com o alcance dos programas e ações do ano vigente. “Ficamos felizes com o objetivo alcançado, mas ainda temos muitas ações para serem realizadas neste ano”, disse Lissandro Breval, presidente da ADS.

    Ele ressaltou que revisão do plano, neste mês, permite a ampliação de famílias beneficiadas e adequação dos orçamentos públicos destinados aos projetos. “Nem sempre os orçamentos previstos pelo Estado e pela União permitem que sejam realizadas todas as ações. Com os ajustes podemos, além de aumentar o número de produtores participantes, também iniciar novas ações”, explica.

    Na revisão do plano plurianual para 2018, a ADS calcula um aumento de seus resultados em 5% maior do que no ano vigente, o que garante mais verbas e ações para os produtores rurais.

    “Todas as ações da ADS visam comercializar a produção rural, dentro do estado e garantir, assim, o bom aproveitamento e desenvolvimento do homem do campo. Quanto mais pudermos expandir e garantir o total aproveitamento do que é produzido dentro do Amazonas, mais vamos investir”, conclui o presidente da ADS.

    Outras ações

    Além dos 30 mil beneficiados no Preme e Promove, outras ações, também, superaram a meta estabelecida para o ano vigente, como os pagamentos da subversão da fibra de borracha. Eram previstos o atendimento de 20.830 produtores e já existem mais 25 mil produtores beneficiados. “Esta ação começa agora na metade do ano, pois é necessário acabar todo o processo que envolve tanto a fibra quanto a borracha para que os produtores comecem a receber”, salienta Breval.

    A ADS teve, ainda, bons resultados com as Feiras de Produtos Regionais e o Balcão de Agronegócios. “Esses dois programas não necessitam de recursos da união. Buscamos parcerias e temos inaugurado cada vez mais feiras pelo Estado. Iniciamos o ano com 5 feiras e agora temos ao todo 9 feiras em funcionamento, 4 delas no interior e abriremos em breve mais 3 feiras. Uma na capital e duas pelo interior”, comemora Lissandro.

    Credenciamento

    Os credenciamentos para integrar os programas da ADS ocorrem, de acordo com os editais de convocação, lançados periodicamente. Em janeiro, deste ano, a agência lançou o edital para credenciar os produtores no Programa de Regionalização da Merenda Escolar. Para se credenciar aos programas, o produtor precisa adquirir cópia do edital na sede da ADS, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 1127, Centro de Manaus, de 8h às 12h e de 14h às 16h30.

    No edital, estão disponíveis todas as informações, principalmente, no que diz respeito aos pré-requisitos, sendo que um dos principais é que os participantes sejam produtores rurais e tenham a carteira de produtor, que é expedida pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

    Mais informações podem ser obtidas na sede ou pelo site ADS; nos escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), localizados na capital e interior ou pelos telefones (92) 96179592, 991569535, 999838164 ou 984151156.

    Com informações da assessoria

    Mais lidas

    1. Produtores de Itacoatiara recebem investimentos de R$ 1,5 milhão

    2. Ferramenta mostra como economizar até 35% na conta de luz

    3. Pesca esportiva movimenta R$ 70 milhões no Amazonas

    4. Você conhece o coworking? Compartilhamento de espaços para empresas está em alta

    5. Feira 'Tudo Para Casa' exibirá rochas ornamentais