Fonte: OpenWeather

    Economia


    Atenção: aproveite prazo da Prefeitura para pagar dividas de IPTU com desconto de até 100%

    As pessoas que quiserem usufruir do benefício deverão requerer a adesão por meio do site da Semef | Divulgação

    Com a estimativa de arrecadar R$ 30 milhões para os cofres municipais, a Prefeitura de Manaus vai conceder, a partir desta segunda-feira (3), o desconto de até 100% em multas e juros de dívidas. A ação faz parte do novo Programa de Recuperação Fiscal do Município de Manaus (Refis Municipal) e atenderá pendências realizadas até o dia 31 de dezembro de 2016. Entretanto, o batimento total será concedido apenas para quem efetuar o pagamento à vista.

    As negociações de até 36 parcelas e desconto de até 40% na Unidade Fiscal do Município (UFM) também serão outra opção que ajudará o consumidor na quitação das dívidas. Porém, o desconto de encargos será menor, de acordo com o número de parcelas, como por exemplo, 8% para pagamentos de até duas ou três parcelas, 70% para quatro a seis parcelas, 60% para sete a 12 parcelas, 50% para 13 a 24 parcelas e 40% para 25 a 36 parcelas.

    Débitos inscritos e não inscritos na dívida ativa ou em fase de cobrança judicial também estão inseridos na matéria, assim como aqueles devedores de tributos municipais como IPTU, alvará de funcionamento, Imposto sobre Serviço (ISS) e Multa por Infração (MIF) também serão beneficiados.

    As pessoas que quiserem usufruir do benefício deverão requerer a adesão por meio do site da Semef (semefatende.manaus.am.gov.br) ou qualquer posto de atendimento da secretaria até o dia 31 de agosto deste ano.

    Leia mais na edição impressa do Jornal EM TEMPO. Já nas bancas.

    Wal Lima
    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    2. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    3. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE

    4. Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

    5. Comércio chega ao sétimo mês de crescimento e espera alta de até 5% no fim do ano