Fonte: OpenWeather

    Economia


    Internet fixa registra 19.485 novos clientes em agosto

    A tele acumula dívidas de R$ 65,4 bilhões em bônus, dívidas bancárias e responsabilidades operacionais – Divulgação

    O serviço de internet banda larga fixa registrou nos últimos 12 meses um aumento de 5,51%, o que representa 1.461.075 usuários. Em agosto, houve um aumento de 19.485 usuários, 0,07% quando comparado ao mês de julho. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (29) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

    Nos estados, nós últimos 12 meses, os maiores aumentos foram registrados no Rio Grande do Norte, com 51.200 novos clientes, um aumento de 19,08% ; em seguida vem o Amapá, com 7.968 novos usuários, um incremento de 15%, e o Ceará, com um aumento de 14,34%, somando 86.581 novos clientes.

    Em comparação com agosto do ano passado, a Claro Brasil apresentou aumento de 345.627 (4,13%) na sua base de assinantes. A operadora também lidera na comparação de agosto com julho, foram mais 68.934 assinantes (0,80%).

    Em seguida aparece a Vivo, que registrou, nos últimos 12 meses, um aumento de 1,92%, com 143.346 novos clientes, e a TIM com mais 68.836 usuários (21,54%). Na comparação de agosto com julho, a Vivo apresentou um aumento de 0,26%, com 19.707 novos clientes, e a e TIM, de 2,61%, com 9.894 novos clientes.

    Leia também: Movimento busca melhorar acessibilidade na internet a pessoas com deficiência

    A Oi apresentou um recuo de 0,17% nos últimos 12 meses, com sua base de assinantes passando de 6.396.934 para 6.386.326. O mesmo cenário se repete na comparação entre agosto e julho, quando houve uma diminuição de 0,7% no número de clientes, o que representa menos 45.176.

    A empresa, que está entre as maiores prestadoras de serviços de telefonia fixa e móvel, banda larga, TV por assinatura e uma das maiores provedoras de infraestrutura do setor de telecomunicações, passa por um processo de recuperação judicial. A tele acumula dívidas de R$ 65,4 bilhões em bônus, dívidas bancárias e responsabilidades operacionais.

    Na quinta-feira (28), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu adiar a reunião marcada para analisar a abertura de processo para cassar as concessões e autorizações da Oi para operar os serviços de telefonia fixa, celular, banda larga e TV por assinatura.

    A decisão da agência reguladora foi comunicada por meio de nota e ocorre após a Justiça autorizar o adiamento da assembleia geral de credores, que avaliará o plano de recuperação da empresa. A Justiça acatou o pedido da Oi e postergou para o dia 23 de outubro a assembleia, inicialmente marcada para o dia 9.

    Acesso

    Apesar do aumento na base de assinantes, os dados mostram ainda que o acesso à banda larga fixa ainda está distante para a maioria da população. Dados de pesquisa elaborada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que, no país, pouco mais da metade dos brasileiros têm acesso à banda larga. A velocidade média é de 6,8 Mbps (megabits por segundo), abaixo da média mundial, que é de 7,2 Mbps.

    Números do Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) mostram que 60% das residências brasileiras não têm internet com mais de 30 Mbps. Com mais de 10 Mbps, suficiente para assistir a vídeos, são 45% das casas brasileiras.

    Leia Mais

    Manter presos isolados por mais de dois anos é inconstitucional, diz DPU

    Pronatec oferta mais de 800 vagas em cursos na modalidade à distancia

    Desemprego volta a cair no Brasil no trimestre encerrado em agosto

    Mais lidas

    1. Expectativa de crescimento favorece criação de empregos temporários no Natal

    2. Demanda por voos para os Estados Unidos cresce no Brasil

    3. Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE

    4. Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

    5. Comércio chega ao sétimo mês de crescimento e espera alta de até 5% no fim do ano