Fonte: OpenWeather

    Black Friday


    Google divulga dados de intenção de compra dos internautas para a Black Friday

    Pesquisa foi realizada entre 27/10 e 4/11 com mais de 1200 internautas

    Mais de 90% dos entrevistados fazem planos para comprar pela internet
    Mais de 90% dos entrevistados fazem planos para comprar pela internet | Foto: Arquivo EM TEMPO

    O Google divulgou nesta segunda-feira (13), pesquisa realizada com o Ibope para medir a intenção de compra dos internautas brasileiros para a Black Friday, segunda data mais importante para o varejo em vendas, atrás apenas do Natal e que cada vez mais se consolida no país.

    Este ano a intenção de compra permanece estável em relação a 2016 com 87% dos respondentes pretendendo comprar algo na data, já o gasto médio teve uma pequena redução de 2%, ficando em R$ 1.071,00. Sendo que 92% dos entrevistados planejam comprar online.

    Leia também: Assaltantes são mortos por 'justiceiro' após tentativa de roubo em Manaus

    Lojas online seguem sendo o local preferido para efetuar a compra. Porém para 34% dos entrevistados a loja física também será um destino de compra. Smartphones ganham ainda mais destaque na pesquisa e na compra: 38% das pessoas dizem que farão pesquisa nesse dispositivo, em 2016 esse índice era de 27%. 

    Um ponto que merece destaque é a tendência já vista nos últimos anos de migração do uso do desktop para o mobile, tanto no momento de pesquisa como de compra: em 2017, 31% das pessoas pretendem comprar via smartphones ou tablets. Em 2016, esse índice foi de 22%.

    O comportamento de pesquisar antes de comprar também está crescendo entre os consumidores, 9 em cada 10 pretendem pesquisar antes de comprar e 56% declaram que vão usar a Busca para encontrar as melhores ofertas vs. 53% em 2016 e 48% em 2015

    Outros principais resultados da pesquisa:

    Eletrônicos e eletrodomésticos ainda lideram o ranking dos produtos preferidos: 65% das pessoas pretendem comprar algum tipo de produto dessas categorias na próxima edição.

    Roupas e calçados seguem em segundo lugar, para 47% dos entrevistados 76% planejam comprar apenas eletrônicos novos, mas os usados ampliam sua participação em 2017: 19% consideram também comprar produtos desse tipo , em 2016, o índice era de 17%.

    Medicamentos e suplementos tiveram um crescimento de 3 pontos percentuais neste ano. 7% dos entrevistados pretendem comprar esses itens.

    TVs de tela fina foram itens que cresceram no interesse, provavelmente por conta do Mundial em 2017. Em 2016, 22% afirmaram que comprariam o item na data. Agora 25% desejam comprar o eletrônico.

    De forma mais ampla, itens como brinquedos, acessórios, roupas e calçados masculinos, fraldas e viagens também apresentaram crescimento na intenção de compra.

    Fragrâncias e perfumes foram os grandes destaques. A intenção de compra cresceu 20% no comparativo 2017 vs 2016.

    Pesquisa realizada entre 27/10 e 4/11 com 1211 internautas de 18 a 55 anos das principais regiões do país ( Grande SP e Interior, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Salvador), classes A, B e C  e que costumam realizar compras online (fizeram ao menos uma nos 6 meses anteriores à pesquisa).

    Leia mais:

    Rocam prende quarteto com 9 quilos de maconha tipo Skunk

    Após dar tiro em vitrine e invadir loja, assaltantes são presos no Novo Israel

    Líderes da FDN podem retornar aos presídios do Amazonas