Fonte: OpenWeather

    Processo seletivo


    Empresas usam critérios mais rigorosos para a contratação de colaboradores

    A redução de custos e a busca por resultados mais efetivos são algumas das vantagens

     Cintia Lima ministra um curso voltado para comportamento em entrevistas de emprego
    Cintia Lima ministra um curso voltado para comportamento em entrevistas de emprego | Foto: Divulgação

    Cada vez mais, empresas realizam processos de seleção rigorosos antes da contratação de novos colaboradores. Com o elevado índice de desemprego e a preocupação de encontrar a pessoa certa para cada função, empresas fazem avaliações criteriosas dos candidatos, por meio de entrevistas comportamentais, com foco em competências e análises de perfil.

    A busca por pessoas mais qualificadas resulta em resultados efetivos, segundo a psicóloga e master coach, Cintia Lima. “Com uma seleção mais criteriosa, a tendência é encontrarmos candidatos mais adequados ao perfil da vaga. Profissionais que fiquem mais tempo, que se adaptam melhor à cultura e aos valores da empresa. Quando isso é avaliado previamente, a empresa ganha em velocidade de adaptação, eficiência no atendimento das metas, melhor adesão do colaborador no dia a dia do trabalho”, explicou.

    Leia também: Assaltantes são mortos por 'justiceiro' após tentativa de roubo em Manaus

    Para quem está em busca de uma vaga no mercado de trabalho, é importante compreender que, em uma entrevista de emprego, será avaliado muito mais do que as experiências profissionais. O comportamento e a personalidade fazem a diferença.  

    Com 20 anos de experiência na área de desenvolvimento e recursos humanos, Cintia Lima ministra um curso voltado para o seguimento. Um deles, chamado de Mapa Avaliações, é considerado a mais completa ferramenta de avaliação de personalidade.  “Este modelo permite que o candidato responda a uma série de questionamentos sobre si mesmo. A amplitude desse teste nos permite analisar traços de personalidade e fornecer resultados mais profundos”, completou.  

    Esse modelo de avaliação foi desenvolvido no Brasil. Embora já esteja sendo aplicado por centenas de empresas nas regiões sul e sudeste, também já está sendo aplicado no Norte do Brasil. 

    Leia mais:


    Rocam prende quarteto com 9 quilos de maconha tipo Skunk

    Após dar tiro em vitrine e invadir loja, assaltantes são presos no Novo Israel

    Líderes da FDN podem retornar aos presídios do Amazonas