Fonte: OpenWeather

    Ceia de Natal


    Supermercados estimam crescimento de 4% nas vendas para o natal

    Empresários acreditam que este deve ser o melhor Natal dos últimos três anos

    Supermercados já apostam em produtos que serão utilizados na ceia natalina | Foto: Marcely Gomes

    A Associação Amazonense de Supermercados está otimista com as vendas para este Natal. A entidade espera aumento de 4% nas compras para a ceia natalina. Um crescimento que não é visto há pelo menos três anos. 

    O presidente da Amase, Alexandre Zuqui, afirma que a demanda do mercado tem crescido em relação a condição financeira do país nos últimos anos. Segundo ele, o mercado já responde de forma positiva, com as empresas se preparando para o período natalino. "O crescimento de 4%, é um número bem significativo para o setor”, defende.

    Leia mais: Ufam abre inscrição para três programas de mestrado e um de doutorado

    Outro ponto é o início das contratações de trabalhadores temporários para atender melhor cliente. “As empresas também estão abrindo novas lojas, sempre em busca de se aproximar do cliente", explicou Zuqui.

    Algumas empresas também já receberam os produtos de épocas como panetone, peru e bebidas. Em alguns locais, as vendas já começaram agora em novembro, como é caso do Emporium Rodrigues, no conjunto Vieiralves. Segundo Katty Janaína Pereira, gerente do local, a procura e as vendas dos principais produtos da ceia de natal estão intensas desde o início deste mês, inclusive com alguns produtos já esgotados. “Dessa vez o natal começou antecipado”, defendeu a gerente.

    As vendas começaram no início de novembro e alguns produtos têm esgotado rapidamente
    As vendas começaram no início de novembro e alguns produtos têm esgotado rapidamente | Foto: Marcely Gomes

    O gerente do hipermercado DB da avenida Coronel Teixeira, Washington Luis Dias, já comemora o aumento de 25% nas vendas deste mês em relação ao outubro. “Os preços se mantiveram na mesma margem do ano passado. Já estamos com 80% do total de estoque para este natal", afirmou Dias.

    Mas o cenário ainda não é tão estável como aparenta. O gerente do supermercado Veneza, no bairro Parque Dez de Novembro, Otávio Marinho, disse que as vendas este ano ainda podem apresentar uma queda de 50% em relação ao ano passado. O estabelecimento ainda aguarda a chegada da maioria dos estoques de itens para a ceia de fim de ano. "Ainda não chegaram nossos principais produtos. Esperamos que aqueça as vendas com estoque novo”, disse.

    Segundo a Amase,muitos produtos mantiveram o preço este ano em relação a 2016
    Segundo a Amase,muitos produtos mantiveram o preço este ano em relação a 2016 | Foto: Marcely Gomes

    Concorrência de preços

    Os preços dos produtos que compõem a ceia natalina também prometem uma competição acirrada este ano. De acordo com a Amase, a lei da oferta e da procura vai propiciar uma maior variação dos valores. O EMTEMPO visitou dois estabelecimentos em área distintas da cidade para consultar os preços de frutas e bebidas.

    No Hiper DB Ponta Negra, o consumidor vai encontrar, por exemplo, o quilo da maçã Gala por R$ 4,99; a pera Danjou sai a R$ 11,90; a uva Red Glober custa R$ 18,80 e a uva Thompson por R$ 22,90. Já no Emporium Rodrigues a o quilo da maçã Gala custa R$ 4,99; a pera comum sai a R$ 10,99; a uva Itália está a R$ 12,99.

    Vinhos mais populares podem ser encontrados por até R$ 11
    Vinhos mais populares podem ser encontrados por até R$ 11 | Foto: Marcely Gomes

    Os vinhos mais em conta podem ser encontrados no supermercado DB com preços que variam entre R$ 11 a R$ 18.  Já no Emporium Rodrigues a bebida é vendida com preço que varia entre R$ 11,50 e R$22,50. 

    Leia mais: 

    MPF solicita prisão imediata de ex-deputado do Amazonas

    Adolescente mata amigo estrangulado por causa de drogas na porta de delegacia

    Réus da Operação Maus Caminhos começam a ser ouvidos nesta terça