Fonte: OpenWeather

    Aviação no Amazonas


    Voo de Manaus para Miami poderá ser diário, diz Amazonastur

    Outra novidade é o retorno do voo Manaus - São Paulo por meio do Boeing 767, que será duas vezes por semana.

    Manaus - A retomada do diálogo com as companhias aéreas pelo governo do Amazonas tem apresentado novidades para quem utiliza esse meio de transporte com frequência. A boa notícia agora vem da Latam Airlines, que estuda aumentar o número de voos de Manaus a Miami ainda neste primeiro semestre.

    A boa notícia agora vem da Latam Airlines, que estuda aumentar o número de voos de Manaus a Miami ainda neste primeiro semestre.
    A boa notícia agora vem da Latam Airlines, que estuda aumentar o número de voos de Manaus a Miami ainda neste primeiro semestre. | Foto: Divulgação

    Atualmente a empresa opera nesse trecho com um voo por semana e a expectativa é que possa ser diário, visto que existe demanda para isso, segundo informou o presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Orsine Júnior, que esteve na sede da Latam Airlines Brasil, em São Paulo.

    Outra novidade apresentada ao presidente do órgão de turismo foi o retorno do voo Manaus - São Paulo por meio do Boeing 767, que será duas vezes por semana. “A partir de maio essa frequência retornará e o melhor, com essa aeronave,  vai aumentar a capacidade de carga e, claro, a qualidade no atendimento, principalmente da classe executiva, tudo que os turistas europeus e americanos gostam”, destacou Orsine Júnior.

    Encaminhamento

    Durante o encontro com os executivos da Latam Airlines, Orsine Júnior apresentou duas propostas para novos voos, entre eles o Manaus-Lima-Manaus, sonho antigo do setor. “Além desse, encaminhamos a proposta de um voo direto para a Europa. As propostas foram bem encaminhadas e quem sabe no segundo semestre possamos anunciar esses voos. Vamos aguardar os desdobramentos”, informou o presidente da Amazonastur.

    Icms

    Executivos da Latam Airlines comemoram ao saber que o Amazonas já trabalha com a redução do ICMS para a aviação, o que pode representar a criação de novas rotas para a região amazônica.

    Ainda na reunião foi tratado sobre o projeto “Open Sky”, que visa ter voos exclusivos e por demandas, como, por exemplo, na temporada de Pesca Esportiva


    Leia mais:


    Nao passei no vestibular. E agora?

    Desembargadora estipula prazo de 72 horas para julgar habeas-corpus de Melo

    Família ainda tem esperanças encontrar filha sequestradas há 15 anos