Leite Materno


Cuidados com as mamas antes e depois do aleitamento materno

Leite materno é um alimento completo e fundamental até os seis meses de idade

Ao longo da gestação, o próprio corpo se encarrega de deixar a mama pronta para a amamentação
Ao longo da gestação, o próprio corpo se encarrega de deixar a mama pronta para a amamentação | Foto: Divulgação/Susam

O leite materno é, sem dúvida, o melhor alimento para o seu bebê. Por isso, deve ser oferecido de maneira exclusiva nos primeiros seis meses de vida e de forma complementar até os 2 anos. Para garantir um bom aleitamento, veja os cuidados com as mamas antes e depois do aleitamento materno e o que não fazer de jeito nenhum na matéria do EM TEMPO.

Por ser rico em ingredientes vivos, como células-tronco, glóbulos brancos, bactérias benéficas e outros igualmente necessários para um crescimento normal e saudável. O ato de dar leite também fortalece o vínculo amoroso entre a mãe e o bebê.

Alguns estudos mostram que amamentar transmite conforto e tranquilidade, melhorando o sono e comportamento do recém-nascido. Porém, por ser tratado como um ato natural do corpo feminino, muitos não sabem que podem ocorrer problemas na hora de dar mama como bico invertido, pouco leite ou até mesmo dor.

A professora de Saúde da Criança Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Rossiclei de Souza Pinheiro, Membro do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria, fala dos cuidados que se deve tomar antes e depois de dar a mama.

“A mãe que está aumentando não deve limpar o bico do peito antes e nem depois de colocar o bebê para sugar. A mãe pode extrair um pouco do leite materno e passar no bico e aréola antes e após a mamada. Não deve usar nenhum tipo de pomada ou produto que altere o cheiro e sabor do leite materno e interfira na sucção”, explicou. 

Rossiclei afirma que se existe dor mamilar e o motivo é devido à dificuldade na posição de pegar o seio. O bebê tem dois reflexos e fica confuso na hora de mamar - sugar ou morder. A mãe deve ajustar a 'pega' com os lábios do bebê visíveis (parecendo uma boca de peixe) e abocanhando toda aréola (a parte escura ao redor do bico). O bebê sugando e deglutindo não deve fazer nenhum barulho para termos certeza que a “pega” está correta.

Mãe e filho devem estar confortáveis e alinhados na hora de mamar para que a amamentação seja um momento de prazer e possam ter sucesso na amamentação. E se o bico ficar machucado a mãe pode extrair o leite do peito e oferecer de copinho ou colher em algumas mamadas para diminuir o machucado e cicatrizar.

| Foto: Reprodução

O aconselhado é não oferecer outros bicos como chupetas e mamadeiras para ajudar o bebê a ter uma pega boa e suga adequadamente.

Leia mais:

Saúde mental para idosos: roda de conversa acontecerá neste sábado

Médicos apontam riscos em se tomar semaglutida para emagrecer

Hidratação: mantenha sua saúde nesse verão