Fonte: OpenWeather

    Clássico


    Botafogo e Vasco fazem confronto decisivo contra o rebaixamento

    As duas equipes precisam vencer. O alvinegro chega pressionado após a eliminação na Copa do Brasil. Já o Vasco entra em campo sufocado pela zona da degola

    Vasco e Botafogo fizeram duelo válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018, no estádio São Januário | Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

    Rio de Janeiro - Botafogo e Vasco fazem nesta terça-feira, às 21 horas, no Engenhão, um clássico repleto de atrativos pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Adversários diretos na luta contra o rebaixamento, os times vão se encarar pela sexta vez na temporada, agora com o time cruzmaltino mais pressionado que o rival, afinal, entrará em campo sufocado pela zona da degola.

    Os resultados do fim de semana empurraram novamente o Vasco para a 17.ª colocação, com 30 pontos. Só que uma vitória no clássico desta terça não só daria ânimo extra por superar um rival, como também faria com que o time cruzmaltino ganhasse cinco posições, ultrapassando inclusive o próprio Botafogo, 12.º colocado com 33 pontos.

    "É preciso tranquilidade para colocarmos em campo tudo que temos feito de bom nos treinamentos. Se conseguirmos essa vitória, subiremos para o 12.º lugar e passaremos o próprio Botafogo. É um jogo decisivo. As duas equipes precisam da vitória", considerou o técnico vascaíno, Alberto Valentim, na véspera da partida.

    Para triunfar, porém, o Vasco precisará deixar para trás o péssimo momento vivido. Das últimas oito partidas no Brasileirão o time venceu apenas uma. Parar piorar, o desempenho como visitante é péssimo. Afinal, a equipe cruzmaltina ainda não venceu nesta condição e somou apenas seis pontos em 13 partidas.

    Por outro lado, a fase do Botafogo também não é das melhores. Se no Brasileirão a equipe está invicta há três partidas, com duas vitórias e um empate, a queda na Copa Sul-Americana em pleno Engenhão, para o Bahia, nos pênaltis, ampliou a pressão sobre a equipe.

    "Não tem nada de tranquilo, nem para a gente e nem para o Vasco. Estado de alerta maior possível nessa reta final, nosso objetivo principal é afastar da zona perigosa. Tem que ser nesse sentido. Acho que todos estão conscientes do que precisam fazer em campo. A gente espera que a nossa torcida nos empurre também, como falei no início da nossa coletiva, acredito que a gente esteja em evolução", comentou Zé Ricardo, técnico do Botafogo. 

    Os dois treinadores, aliás, serão um capítulo à parte no clássico. Afinal, está será a primeira vez que se enfrentarão em lados opostos. Valentim iniciou o ano no Botafogo, e foi com ele que o time derrotou o Vasco de Zé Ricardo na final do Campeonato Carioca para ficar com o título estadual.

    No total, este será o sexto confronto entre Botafogo e Vasco na temporada, e o sexto entre Zé Ricardo e Alberto Valentim. Nos outros cinco, porém, Zé Ricardo comandava o time cruzmaltino e Valentim estava do lado botafoguense.

    Para a partida desta terça, o Botafogo deve manter o sistema que vem atuando, com o trio de volantes, com Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e Gustavo Bochecha, já que Jean está lesionado. Pelo Vasco, os novos desfalques são o goleiro Martín Silva, convocado para a seleção uruguaia, e o zagueiro Leandro Castán, suspenso. Devem atuar Fernando Miguel e Henríquez.

    Leia mais: 

    Confira os ajustes na tabela de jogos do Campeonato Feminino e Série B

    Neymar é indicado à Bola de Ouro 2018, na França

    Alisson e Firmino estão em lista inicial do prêmio Bola de Ouro