Fonte: OpenWeather

    Natação


    Mais de 300 atletas vão participar do desafio Rio Negro Challenge

    A competição conta com diversas categorias e ocorrerá nos dias 8 e 9 de dezembro. Veja como participar

    | Foto: Alcide Netto

    Manaus - Este ano um dos embates mais esperados do Rio Negro Challenge, que ocorre nos dias 8 e 9 de dezembro, na Praia da Ponta Negra, é da categoria Rio Negro Challenge Champion, entre a holandesa Sharon van Rouwendaal e a brasileira Ana Marcela Cunha, campeã olímpica Rio 2016 e a campeã mundial em Budapeste 2017, respectivamente. 

    O evento, pela primeira vez, terá um "esquenta" e acontecerá nos dias 8 e 9 de dezembro, na Ponta Negra.

    No primeiro dia, será realizado o Relay 3x500m. Com largada às 7h30, a prova será desenvolvida em equipe de três atletas, onde cada participante nada 500m. A premiação será para a categoria Absoluto.

    No segundo dia, as disputas serão pelo Rio Negro Champion (8,5Km), Circuito Curumim (500m), Maratona Aquática (1,5Km e 3Km) e Travessia Almirante Tamandaré (8,5Km). As provas deste dia iniciam às 7h.

    “É uma alegria poder realizar o Rio Negro Challenge. Um evento que cresce e traz novidades em todas as suas edições. Este ano, por exemplo, teremos nadadores de vários estados na competição, como do Acre, Rondônia, Pará, Maranhão, Ceará, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina”, destacou o organizador, Pierre Gadelha.

    Disputa entre a Holandesa Sharon van Rouwendaal e a brasileira Ana Marcela Cunha é um dos destaques da competição
    Disputa entre a Holandesa Sharon van Rouwendaal e a brasileira Ana Marcela Cunha é um dos destaques da competição | Foto: Divulgação

    Defendendo as cores do Brasil, Ana Marcela Cunha está animada com o desafio. E para a competição, ela vem de um intenso ano de disputas, tendo sua mais recente conquista o Campeonato Sul-Americano pelos 5km, 10km e revezamento 4x1250. Na ocasião, ela ainda foi eleita a melhor atleta do evento. “Eu vou estar no Rio Negro Champion e quero ver todos lá. Vamos com tudo e estou treinando bastante”, disse a nadadora da Unisanta.

    Treinamento forte

    Figurando entre os fortes concorrentes a subir no pódio da Travessia Almirante Tamandaré está Vitor Gadelha. Conhecido no meio do esporte por feitos importantes, como a conquista do individual e terceiro geral da Maratona Del Golfo Capri-Napoli (36Km), o jovem se prepara para enfrentar a prova em Manaus pela segunda vez, sendo que sua estreia foi em 2016. 

    “O treinamento está bem puxado, focando muito, pois vai ser minha última prova do ano. Estou nadando uma média de 40 a 45 km por semana e dando bastante ênfase na musculação. Na reta final começo a diminuir essa carga para não sobrecarregar e descansar mais o corpo. Meu objetivo é estar entre os cinco primeiros”, destacou Vitor, que ano passado participou do evento, disputando a Maratona Aquática, e abocanhou o ouro pelos 1,5km.

    Para a campineira Catarina Ganzelli, campeã pela Travessia em 2017, a trajetória até o pódio não é fácil. “É muito importante combinar a estratégia com seu guia. No aquecimento, sempre faço alongamento prévio e faço rotações externas e internas, além da ativação da musculatura abdominal em forma de prancha isométrica e capricho nos carboidratos na janta do dia anterior”, revelou a vencedora do  Super Challenge do Circuito Rei e Rainha do Mar.

    Inscrições

    As inscrições para todas as provas (exceto a Almirante Tamadaré e Maratona Aquática 3km com vagas já esgotadas) podem ser feitas por meio do site .( clique)

    Todos os atletas receberão kits compostos de camisa, touca e medalha de participação. Quem completar a prova, ainda leva tatuagem número, sacola e brinde dos patrocinadores. As provas custam de R$100 a R$250.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Campeonato Amazonense de Handebol tem início nesta quinta-feira (8)

    A partir de R$5, público assistirá Libertadores Feminina na Arena

    Sem euforia com vitória sobre o Flu, Atlético-PR foca no Brasileirão