Fonte: OpenWeather

    Futebol


    Após título no Sub-20, Hugo projeta futuro no Flamengo profissional

    Seguro na decisão contra o Palmeiras, goleiro falou em tom de despedida da base do clube

    Durante o segundo tempo, o goleiro chegou a sentir dores na panturrilha
    Durante o segundo tempo, o goleiro chegou a sentir dores na panturrilha | Foto: Divulgação


    Em meio a dores e lágrimas, Hugo se deitou no gramado do Estádio Kleber Andrade, em Cariacica. O goleiro do Flamengo acabava de conquistar o título do Brasileiro Sub-20, diante do Palmeiras.

    Mais do que a conquista em si, o campeonato teve um sabor especial para Hugo. Nascido em 1999, o goleiro vive seus últimos capítulos como um jogador da base do Flamengo. Assim que virar o ano, só terá idade para defender o profissional.

    Em meio a idas e vindas ao elenco do técnico Jorge Jesus, Hugo teve a oportunidade de “descer” para disputar o Brasileiro Sub-20 e conquistar o título.

    - Tivemos um grande ano, ganhando a Taça Guanabara, vice na Taça Rio, campeões do Carioca, da OPG. Agora fomos coroados com o título nacional. Ficamos muito felizes. Esse deve ser meu último jogo na base, estou com 20 anos. Mas agora vou continuar trabalhando para buscar novos desafios como profissional.

    Em um duelo complicado, Hugo teve uma atuação muito segura diante do Palmeiras. Se no jogo de ida o goleiro foi mais exigido, nessa acompanhou de longe seus companheiros construírem a vitória. Mas quando foi exigido, se mostrou atento.

    Durante o segundo tempo, o goleiro chegou a sentir dores na panturrilha. Sedento pelo título, passou por cima do desgaste físico para levantar mais uma taça pelo Flamengo.

    - Senti uma puxada, não sei o que era. Fiquei um pouco com dor, mas em uma final como essa não podemos sair com dor. Estou jogando com o nariz quebrado, com unha encravada. Mas somos Flamengo, vamos na raça, na vontade, na garra. Dessa vez não foi diferente. Todo sacrifício valeu a pena e saímos com o título.

    A idade de Hugo ainda permite que ele dispute a Supercopa do Brasil Sub-20, que será um novo confronto entre Palmeiras e Flamengo no fim do mês. Em meio à expectativa de defender o Fla no Mundial Interclubes, o goleiro não sabe se disputará o torneio nacional. Mas se orgulha da trajetória que construiu com a camisa rubro-negra neste ano.

    - Já não sei se jogo na Supercopa, pois tem a questão do profissional com o elenco que vai para o Mundial. Se este for o meu último jogo na base, graças a Deus foi com esse título importante.