Bola de Ouro


France Football cancela premiação da Bola de Ouro pela primeira vez

Revista que organiza a premiação da Bola de Ouro diz que não há condições para avaliar desempenhos

Pela primeira vez na história, prêmio de Melhor do Mundo não será entregue
Pela primeira vez na história, prêmio de Melhor do Mundo não será entregue | Foto: Reprodução/Instagram @francefootball

Mundo - Pela primeira vez desde que foi criada, em 1956, a premiação da Bola Ouro não vai acontecer. A revista France Football, que organiza e premia os melhores jogadores e jogadoras do mundo, anunciou que não há condições para avaliar os desempenhos individuais na temporada 2020.

"De uma perspectiva esportiva, dois meses (janeiro e fevereiro), dos 11 geralmente requeridos para formar uma opinião e decidir quem deveria levantar os troféus, representam muito pouco para avaliar e julgar; sem esquecer que as outras partidas foram - ou serão - jogadas em circunstâncias extraordinárias (portões fechados, cinco substituições, final única da Champions League)", argumenta o documento da France Football.

View this post on Instagram

⚽️👌

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

Por essas condições, a revista francesa completou dizendo que escolheram a alternativa menos pior para evitar cálculos e projeções difíceis de acompanhar. "Essa decisão não nos encanta, mas parece a mais responsável. Proteger a legitimidade e a credibilidade desta premiação também significa garantir a perfeição ao longo do tempo", diz.

A Bola de Ouro é entregue anualmente para os destaques futebolísticos individuais nas categorias masculino, feminino, goleiro e Sub-21. Apesar de não efetivar as nomeações para melhores do mundo, a France Football esclarece que os 180 jurados irão escolher os 11 melhores jogadores da temporada.

Lionel Messi é o maior vencedor do prêmio, com seis conquistas, enquanto Cristiano Ronaldo possui cinco. Em 2019, o argentino foi eleito o melhor do mundo, o brasileiro Alisson foi o melhor goleiro, a americana Megan Rapinoe foi a melhor jogadora e Mathijs De Ligt, ex-Ajax e atualmente na Juventus, foi eleito o melhor Sub-21.

Leia Mais

Al Duhail, do Qatar, confirma empréstimo de Dudu por um ano

Hamilton iguala recorde de Schumacher e assume liderança na F-1

Fast Clube e Nacional FC iniciam corrida pelo acesso no Brasileirão