Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Coritiba ganha fôlego contra a degola e faz o Fluminense sair do G-4

    O Coritiba ganhou fôlego na luta que trava contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, o time dirigido por Marquinhos Santos derrotou o Fluminense por 1 a 0 (com gol de Joel) no Estádio Couto Pereira e deixou a zona da degola. O resultado fez o adversário sair do grupo dos quatro mais bem colocados da competição.

    A vitória elevou o Coritiba aos 37 pontos ganhos, enquanto o Fluminense continuou com os mesmos 54 de Grêmio e Corinthians (que disputarão clássicos regionais no domingo), na quinta posição. Os três estão atrás do Atlético-MG, que fez 2 a 0 sobre o Palmeiras neste sábado e agora contabiliza 57, no terceiro lugar.
    Coritiba e Fluminense jogarão no Maracanã no próximo fim de semana. O time paranaense enfrentará o Flamengo no domingo. Já o carioca, ainda sonhando com uma vaga na Copa Libertadores da América, disputará clássico contra o Botafogo um dia antes.

    O jogo – A manutenção do sistema tático utilizado diante do Corinthians deu resultado para o Coritiba, mesmo com o desfalque de Alex. Só a equipe comandada por Marquinhos Santos atacou nos primeiros minutos de partida. Acuado, o Fluminense ainda colaborou com a pressão do time adversário ao ceder espaços pelas laterais do seu campo defensivo.

    Em uma das boas chances criadas pelo Coritiba, Norberto ficou com uma sobra de bola após cobrança de escanteio e chutou forte e cruzado, mas para fora. Pouco depois, Joel teve oportunidade ainda melhor ao aproveitar falha de Elivélton e arrancar pela esquerda. O atacante camaronês preferiu finalizar de longe ao passar para Rosinei, que estava livre do outro lado e reclamou bastante.

    Cristóvão Borges tinha maiores motivos para irritação. Tanto é que só esperou 19 minutos para fazer a primeira alteração da partida. Trocou Walter por Cícero e teve o cuidado de explicar para o atacante que precisava de mais gente no meio-campo para reverter o domínio do Coritiba.

    A alteração de Cristóvão surtiu efeito. Em pouco tempo, o Fluminense passou a ser mais presente no ataque – a ponto de a sua torcida se fazer escutar no Couto Pereira. Aos 35 minutos, por exemplo, Carlinhos recebeu ótima enfiada de bola na esquerda e partiu em velocidade até tocar para Wagner. O meia bateu firme, e Vanderlei espalmou. Na sequência do lance, Fred ficou se lamentando e perdeu a possibilidade de colocar a bola no gol.

    Cristóvão, no entanto, fez mais uma mudança no Fluminense. Não porque queria. Elivélton se lesionou e precisou dar lugar a Fabrício, aos 42. Três minutos depois, Norberto avançou bem pelo lado direito, nas costas de Carlinhos, e fez o cruzamento. Joel levou a melhor sobre Guilherme Mattis no meio da área e mandou para a rede.

    Com a vantagem no placar e disposto a investir nos contra-ataques, o Coritiba recuou no segundo tempo e chamou o Fluminense para a frente. O time carioca até ganhou terreno no Couto Pereira, porém não tinha criatividade suficiente para incomodar o goleiro Vanderlei.

    Para tirar mais proveito do novo panorama do jogo, Marquinhos Santos apostou na velocidade de Geraldo, substituto de Dudu. Cristóvão Borges respondeu com a entrada de Kenedy na vaga de Carlinhos. O que também quase mudou outra vez foi o placar. Aos 30, Norberto levou a melhor em vacilo de Guilherme Mattis, invadiu a área sozinho e teve tempo para ajeitar a bola e concluir. Mas errou o alvo.

    Já sem muita organização tática, o Fluminense tentou responder à base da pressão nos minutos finais de partida. Também ficou exposto aos contra-ataques. O placar no Couto Pereira, contudo, seguiu inalterado.

    Por Gazeta Esportiva

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados