Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Proposta prevê incentivos ao futebol amazonense

    MANAUS 11/02/13 - VEREADOR ROZENHA (PSDB) DISCURSA NA SESSAO PLENARIA DA CAMARA MUNICIPAL DE MANAUS (CMM). FOTO:TIAGO CORREA/CMM
    Vereador, que também presidente do Fast Clube, propõe ajuda aos clubes do futebol local – foto: Tiago Correa/ CMM

    O presidente da Comissão de Esportes da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Ednailson Rozenha (PSDB), protocolou, ontem (5), uma indicação ao Governo do Estado, propondo que a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) conceda reduções tributárias às empresas com sede na capital que, comprovadamente, contribuírem com a manutenção e o desenvolvimento do futebol amazonense.

    A proposta veio após a Federação Amazonense de Futebol (FAF) extinguir a Série B do campeonato de futebol estadual, alegando falta de recursos financeiros para manter a disputa. “Acreditamos que se houver um incentivo para as empresas do Amazonas apoiarem o futebol ou qualquer outra forma de modalidade esportiva, o próprio Governo do Estado sairá economizando com isso, porque os clubes não ficarão dependentes apenas do Poder Público”, declarou Rozenha, que também é presidente do Fast Clube.

    Ele reconheceu a crise que o Estado e o país passam em decorrência da queda na arrecadação tributária, mas lembrou que o Governo gasta mais de R$ 1,2 milhão por mês com a manutenção dos estádios de futebol na capital, valor que inclui as despesas com as praças esportivas de pequeno porte e da Arena Amazônia. “Se houver um incentivo empresarial ao futebol local e o aumento significativo do público, a arrecadação com os ingressos com toda certeza aliviará os cofres do governo”, ressaltou o vereador.

    Rozenha espera levar a indicação para a análise dos outros vereadores ainda esta semana para que o documento seja encaminhado à Casa Civil do Estado, na próxima segunda-feira (11). “Se formos fazer as contas, um relativo incentivo às empresas do Amazonas acompanhado de uma importante campanha publicitária ajudarão decisivamente a mantermos a tradição do futebol amazonense e em contrapartida contribuiremos com o governo no custeio das despesas de manutenção dos estádios”, ressaltou.

    Extinção

    Em votação realizada com 12 clubes de futebol do Estado no dia 28 de abril, deste ano, a Federação Amazonense de Futebol decidiu que a Série B do Campeonato Amazonense não será mais disputada no segundo semestre deste ano. Na ocasião, o presidente da FAF, Dissica Valério Tomaz, atribuiu a extinção ao alto custo que a competição traria para os times locais.

    As agremiações, contudo, não ficarão sem calendário após o término do Barezão. Ficou decidido, também, que será realizada a Copa Amazonas, que dará vaga à Copa Verde de 2016. Todos os clubes, exceto o campeão amazonense de 2015, poderão participar, porém nenhuma equipe será obrigada a jogar o torneio.

    A Série B foi criada para estimular o futebol amazonense. Os grandes clubes também iriam participar, porém, com times juniores e não disputariam o título. O problema é que isso não aconteceu e a competição passou a contar com apenas quatro equipes, gerando despesas altas para os clubes.

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados