Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Gol anulado e pênalti revoltam jogadores do Fluminense

    O Fluminense reclama bastante da decisão da arbitragem - foto: divulgação
    O Fluminense reclama bastante da decisão da arbitragem - foto: divulgação

    A arbitragem da derrota para a Chapecoense por 2 a 1 revoltou o Fluminense neste domingo (26), na Arena Condá, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor reclama de um gol anulado de Marcos Junior no primeiro tempo e do pênalti que decidiu a partida para os donos da casa, marcado aos 42 minutos da etapa final.

    "Desastrosa [a arbitragem]. O bandeirinha correu para o meio do campo. A televisão mostrou que não estava impedido. Agora o bandeirinha não correu para assinalar o pênalti. Ele foi decisivo, três pontos para ele", disse Fred à ‘Rádio Globo’ ao final da partida.

    A revolta com a arbitragem ainda causou a expulsão do atacante Lucas Gomes após o fim da partida. O diretor de futebol do Fluminense, por sua vez, aplaudiu ironicamente o árbitro Raphael Claus depois do duelo.

    O Fluminense reclama bastante da decisão da arbitragem de invalidar gol de Marcos Junior ainda no primeiro tempo da partida, quando o placar estava empatado em 1 a 1. O motivo seria um toque de mão do atacante no lance.

    Para completar a atuação controversa liderada por Raphael Claus, um pênalti marcado aos 42min revoltou os atletas tricolores. O zagueiro Antônio derrubou Bruno Rangel dentro da área, segundo o árbitro.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados