Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Cláudia Gadelha bate estreante e pede chance de disputar cinturão do UFC

    Neste sábado (1º), a brasileira Cláudia Gadelha e a mexicana Jessica Aguilar, estreante no UFC, abriram com categoria o card principal do ‘UFC 190’, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. As lutadoras peso-palha surpreenderam quem esperava um combate no solo, dadas as qualidades de ambas no jiu-jitsu e no Wrestling.

    Em todos os assaltos, a trocação (socos e chutes) foi intensa, interrompida por alguns arremessos de Cláudia, que foi superior durante toda a luta. Ela foi declarada vencedora por decisão unânime dos juízes.

    As lutadoras fizeram o combate mais franco do UFC 190 até o momento. As sequências de socos de ambas empolgaram os presentes.

    No octógono, Cláudia se dirigiu em inglês ao presidente do UFC, Dana White, e pediu sua "title shot", uma luta pelo título. Gadelha perdeu para Joanna Jedrzejczyk em 2014 por decisão dos juízes que foi bastante contestada pela imprensa especializada, e agora ela quer uma revanche com ela, que é a atual campeã.

    "Faça minha luta do título acontecer, Dana. Eu sou a melhor", disse, mandando um recado para Jedrzejczyk.

    "Não sei quando essa luta vai acontecer, mas estarei aqui, sinistra, esperando por você."

    Protesto

    Durante o segundo assalto da luta, o público presente na Arena da Barra entoou coro contra a presidente Dilma Rousseff.

    "Ei, Dilma, vai tomar no c...", gritou grande parte do público enquanto a luta transcorria.

    Um pequeno grupo ensaiou cantar "eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor", mas não foi apoiado pelo restante dos presentes.

    Por Folhapress