Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Messi supera Cristiano Ronaldo e é eleito o melhor jogador da Europa

    Lionel Messi acumulou mais um título em sua carreira. O jogador do Barcelona desbancou o astro português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o uruguaio e seu companheiro de equipe Luis Suárez e foi eleito o melhor jogador da Europa na última temporada em evento realizado em Mônaco, nesta quinta-feira (28).

    A votação levou em consideração apenas jogadores que atuaram em partidas da Uefa (entidade que comanda o futebol na Europa). Ao todo, 54 jornalistas representantes de federações associadas à Uefa votaram.

    "Muita alegria. Quero agradecer a todos, principalmente aos meus companheiros. É parte deles também", disse o argentino.

    É a segunda vez que Messi, eleito por quatro vezes o melhor jogador do mundo, recebe o prêmio. O brasileiro Neymar foi escolhido entre os dez melhores, mas ficou de fora da relação dos três finalistas.

    A alemã Celia Sasic venceu o prêmio de melhor jogadora da Europa. Ela foi campeã da Liga dos Campeões com o Frankfurt na última temporada.

    A premiação aconteceu no mesmo evento que sorteou os grupos da próxima edição da Liga dos Campeões e colocou Real Madrid e Paris Saint-Germain, duas potências do futebol mundial na atualidade, na mesma chave.

    Gol

    Messi também superou Neymar e Cristiano Ronaldo e conquistou o prêmio do gol mais bonito na temporada.

    O golaço foi marcado contra o clube alemão Bayern de Munique pela semifinal da Liga dos Campeões. O argentino aplicou um drible desconcertante no defensor Jérôme Boateng antes de encobrir o goleiro Manuel Neuer para marcar o segundo gol da equipe catalã na partida.

    A verdadeira obra de arte recebeu 39% (199,1 mil) dos votos computados na internet e deixou em segundo lugar, com 24% dos votos, o gol de Cristiano Ronaldo contra o Liverpool pela fase de grupos da Liga.

    Defesa

    O goleiro Ter Stegen, do Barcelona, foi o vencedor da melhor defesa com 28% dos votos.

    Stegen espalmou finalização à queima roupa de Lewandowski, do Bayern de Munique, e ainda impediu, na mesma jogada, que a bola ultrapasse a linha do gol. O feito superou defesas do goleiro Manuel Neuer, também do Bayern, e de Buffon, da Juventus.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados