Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Mesmo após vitória, Osório lamenta desempenho do São Paulo

    O São Paulo venceu a Ponte Preta no último sábado (29) por 3 a 0, no Morumbi. No entanto, o bom resultado não deixou o técnico Juan Carlos Osório satisfeito com o desempenho do seu time.

    "Ganhamos um jogo de uma forma justa, sem discussão. Mas não da forma como eu gosto de jogar", afirmou o técnico colombiano após a partida.

    "Tivemos chance de fazer mais um ou dois gols, mas eles também. Não gosto de placar com muitos gols. Prefiro ganhar de 1 a 0 e que não cheguem tanto ao nosso gol. O placar é justo, mas não fico feliz com a maneira como jogamos hoje", explicou o treinador.

    Apesar de o São Paulo ter dominado a partida durante os 90 minutos, a Ponte conseguiu chegar com perigo em algumas oportunidades. No entanto, o ataque campineiro parou na boa atuação do goleiro Renan Ribeiro, que foi exaltado pelos torcedores no Morumbi.

    O placar elástico foi alcançado graças à boa atuação de dois jogadores que vinham rendendo abaixo do esperado: Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos.

    Após ser improvisado como lateral esquerdo e volante, Michel voltou a atuar na posição que mais gosta: como um meia-atacante pelo lado direito. No novo posicionamento, voltou a marcar após um jejum de quase dois meses -a última vez que havia balançado a rede foi na vitória por 4 a 0 sobre o Vasco, no dia 8 de julho.

    Apesar da boa atuação, e da preferência de Michel Bastos, Osório afirmou que pode voltar a utilizar o jogador em outras posições.

    "Ele é forte, tem vigor, mas também pode atacar. Entendo que o Michel [Bastos] prefere jogar como atacante, mas ele é experiente e sabe que em certos jogos precisamos que ele tenha uma função mais defensiva", disse.

    Quem também ganhou elogios foi Ganso, que deu o passe para o gol de Michel Bastos e ainda marcou o segundo.

    "O Ganso está tendo uma boa sequência de jogos. Mas ele precisa que suas assistências sejam bem concluídas pelos atacantes", afirmou o treinador, que negou ver no jogador são-paulino sinais de falta de comprometimento com o time.

    "Acho que sua personalidade é mal interpretada em algumas oportunidades. Sua forma de cadenciada de jogar sugere apatia, mas acho que ele é um grande ser humano e um grande jogador. (...) Considerando sua posição, acho que ele está jogando bem defensivamente", concluiu Osório.

    Por Agênciabrasil

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados