Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Diretoria do Santos já trabalha com dois planejamentos para 2016

    A diretoria e a comissão técnica do Santos possuem dois planejamentos para a próxima temporada. E tudo passa pela Copa Libertadores da América. Caso o time de Dorival Júnior se classifique para a competição continental, os dirigentes santistas prometem reforços de peso para 2016.

    No entanto, se acontecer de o clube paulista não se classificar para a Libertadores, o que seria uma "catástrofe" no fim do ano para todos na Vila Belmiro, a política do "bom e barato" será mantida para a próxima temporada.

    Na mesa do diretor executivo do Santos, Dagoberto Santos, responsável por montar o elenco de 2015, e do presidente Modesto Roma, possuem duas listas uma de jogadores de expressão, inclusive, que atuam na Europa, e outra com atletas mais modestos.

    O portal UOL revelou recentemente que o volante Paulinho e o zagueiro Cleber, ex-Corinthians, e o zagueiro Henrique, ex-Palmeiras, foram oferecidos para a diretoria santista. O trio é considerado negociações quase impossíveis, mas existe a esperança de se iniciarem conversas caso o Santos participe da Libertadores de 2016.

    A cúpula alvinegra acredita que os jogadores que estão na Europa aceitariam reduzir a pedida salarial por causa da visibilidade da competição continental.

    Caso não dispute a Libertadores, a lista de reforços contém nomes mais modestos o zagueiro Kadu, do Atlético-PR, e os meias Régis, do Sport, e Rui, do Coritiba, seriam alguns dos pretendidos pelo alvinegro praiano para 2016.

    Dorival Júnior sugeriu os meias, pois teme perder Lucas Lima para o futebol europeu, e Marquinhos Gabriel, que está emprestado ao Santos até o fim deste ano e pertence ao Al-Nassr, da Arábia Saudita.

    "Eu falei para a diretoria que seria a maior contratação para o ano que vem a do Marquinhos", afirmou Dorival.

    Caso os dois sejam mantidos para a próxima temporada, Dorival deve priorizar a chegada de um zagueiro experiente, além de dois atacantes um de velocidade e outro que seria o substituto imediato de Ricardo Oliveira.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados