Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Organização adia reinício de etapa e prevê boas ondas para amanhã

    Os brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, continuam na briga pelo título - foto: divulgação
    Os brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, continuam na briga pelo título - foto: divulgação

    A organização do Mundial de surfe adiou o reinício da última etapa da temporada, na praia de Pipeline, no Havaí, nesta terça-feira (15), por causa das más condições do mar.

    Uma nova chamada será feita às 15h30 (de Brasília) desta quarta (16). É praticamente certo que haverá campeonato, pois a previsão indica boas ondas em Pipeline.

    "A ondulação demorou para chegar, as séries estão muito demoradas e não teremos competição hoje. Mas, amanhã, teremos o evento o dia inteiro", disse Kieren Perrow, comissário da WSL (Liga Mundial de Surfe, na sigla em inglês)

    Restam ainda seis fases (terceira, quarta e quinta rodadas, além das quartas, da semi e da final) a serem realizadas.

    Como o evento só pode ser realizado das 8h às 16h, por causa de um acordo com as autoridades do Havaí, é provável que o campeonato seja decidido apenas na quinta-feira (17).

    Mas o campeão mundial pode sair já nesta quarta, dependendo dos resultados.

    Quando a competição recomeçar, o paulista Gabriel Medina, que ainda luta pelo título da temporada, vai encarar o sul-africano Jordy Smith, pela terceira fase.

    Além de Medina, outros quatro surfistas ainda têm chances de levar o Mundial: os brasileiros Filipe Toledo e Adriano de Souza e os australianos Mick Fanning e Julian Wilson.

    Por Folhapress